Mais Lidas

Pixuleco II

Moro manda prender novo operador, na 18ª fase da Lava Jato

Foi preso hoje o ex-vereador do PT Alexandre Romano (esq.)

acessibilidade:

O ex-vereaor e lobista Alexandre Romano foi preso nesta manhã, em São Paulo, na 18ª fase da Operação Lava Jato, determinada pelo juiz federal Sergio Moro. A Operação "Pixuleco II" mobiliza setenta policiais federais em Brasília, Porto Alegre, São Paulo e Curitiba.

Romano, em foto recente do jornal "Todo Dia"Estão sendo cumpridos 11 mandados judiciais, sendo um de prisão temporária e dez de busca e apreensão. A prisão temporária tem prazo de cinco dias e pode ser prorrogada pelo mesmo período.Segundo a PF, esta nova fase está ligada a um operador identificado na 17ª etapa da operação.

O "novo operador", Alexandre Romano, é suspeito de arrecadar valores relacionados a vantagens indevidas que superam R$ 50 milhões a partir de contratos de crédito consignado junto ao Ministério do Planejamento, de acordo com as investigações. Os pagamentos ocorriam por meio de empresas de fachada, conforme a PF. Romano foi vereador na cidade de Americana (SP) e é ligado ao deputado José Mentor (PT-SP), réu no processo do mensalão, e mais ligado ainda a José Dirceu, e ex-ministro da Casa Civil do governo Lula.

Romano seria um novo operador de propinas que antecedeu o lobista Milton Pascowitch, delator da Lava Jato. Um dos alvos de busca foi o escritório da JD2 Consultoria.