Mais Lidas

Denúncia

Ministro promete favorecer empresas ligadas ao PMDB

Sindicato dos Fiscais Federais acusa Andrade de favorecimento ilegal

acessibilidade:

Acusado de receber propina em esquema envolvendo operações internacionais na Petrobras, o ministro Antonio Andrade (Agricultura) agora terá de explicar novas denúncias de que estaria usando o cargo para favorecer ilegalmente empresas vinculadas ao PMDB.

A Comissão de Agricultura da Câmara recebeu nesta quarta-feira(21) denúncia do presidente do Sindicato Nacional dos Fiscais Federais Agropecuários (ANFFA), Wilson Roberto de Sá, de que o ministro teria solicitado a lista dos fornecedores dos laboratórios do ministério para indicar apenas os que o partido tem interesse.

Segundo o ofício, ao qual o Diário do Poder teve acesso, o pedido teria sido feito no último dia 12, na comemoração dos 30 anos do Laboratório Nacional Agropecuário – Lanagro de Pedro Leopoldo (MG). Acompanhado dos deputados mineiros Newton Cardoso e Mauro Lopes, ambos do PMDB, Andrade teria dito ao coordenador do laboratório, Ricardo Aurélio Nascimento: “O senhor tem que nos passar a lista dos fornecedores dos laboratórios, pois iremos indicar apenas os fornecedores que tenham ligação com o PMDB-MG”.

As Lanagros são laboratórios oficiais do Ministério da Agricultura responsáveis pela realização dos ensaios para segurança alimentar, qualidade dos insumos agropecuários, saúde animal e vegetal dos produtos brasileiros.

Para o sindicato, “é incabível que questões dessa natureza ainda ocorram no Ministério da Agricultura, o qual está sendo assolado por indicações oriundas dos segmentos empresariais, via interesses políticos”.

Reportar Erro