Quebrou a companhia

Acusado de fraude, ministro da Economia do Uruguai renuncia

Fernando Lorenzo é acusado de esquema que levou a companhia Pluma à falência

acessibilidade:

O ministro da Economia do Uruguai, Fernando Lorenzo, renunciou neste sábado (21) em meio à investigações sobre suposta fraude na falência da companhia aérea nacional Pluma, da qual também teria participação o presidente do estatal Banco República, Fernando Calloia. O presidente uruguaio, José Mujica, anunciou a renúncia, mas não quis se prounciar sobre o ocorrido.

A Pluna operou durante 75 anos antes de falir no ano passado, custando ao Estado milhões de dólares. Lorenzo tentou vender os ativos da companhia em um leilão onde apenas um comprador apareceu: o empresário argentino Carlos López Mena. A empresa de Mena, a Buquebus, domina as viagens entre Montevidéu e Buenos Aires.

Um promotor quer indiciar Lorenzo e Calloia por abuso de poder e o controlador privado no último ciclo de operação da Pluna, Matias Campiani, por fraude. Qualquer uma das acusações deverá ser aplicada pela Suprema Corte do Uruguai.