Mais Lidas

Enfim, a liberdade

Médica Ramona Rodriguez já está em solo estadunidense

Médica chegou aos EUA na manhã de ontem

acessibilidade:

A médica cubana Ramona Rodriguez, primeira desertora do programa Mais Médicos, finalmente conseguiu asilo político nos Estados Unidos da América (EUA). Ramona desembarcou em Miami, na Flórida, na manhã da última segunda-feira fugindo da ditadura cubana.

Em vídeo gravado, já em Miami, a médica reafirma as denúncias feitas contra a ditadura dos irmãos Castro e destaca problemas no programa. ?Nós somos vigiados, nos violam o direito de liberdade, de movimento, de ir e vir por todo o país?.

A médica atuava no Pará e abandonou o Mais Médicos após considerar que foi ludibriada pelo governo cubano. Ramona afirma que não sabia o valor do salário pago a outros estrangeiros (R$ 10 mil) e que houve promessa de Cuba que os profissionais poderiam trazer seus familiares.

A Associação Médica Brasileira confirma que a médica informou seu desligamento da associação no dia 30 de março e embarcou para os EUA. Durante o período em que esteve contratada, Ramona aguardou pela resposta do governo brasileiro ao pedido de asilo político, solicitado por intermédio da AMB.

O presidente da AMB, Florentino Cardoso, comentou o caso da cubana. ?Respeitamos a decisão pessoal da Drª Ramona. Enquanto ela esteve conosco, procuramos mostrar que os médicos brasileiros nada têm contra os médicos estrangeiros. Nosso posicionamento em relação ao Programa Mais Médicos está relacionado com a forma que médicos cubanos são contratados e vivem no país,com uma situação de trabalho que é análoga à escravidão?, afirma Cardoso.