Mais Lidas

Bangladesh

Marcha pela Democracia seguirá até segunda em Dhaka

acessibilidade:

A “Marcha pela Democracia” liderada pela oposição ao governo de Bangladesh foi prorrogada até segunda (30) pela ex-primeira-ministra Khaleda Zia. Para ela, o atual governo é “ilegítimo” e o atual premier, Sheikh Hasina, deve ser pressionado a “aceitar a democracia”.

Os protestos já deixaram dois mortos e dezenas de feridos no caminho para a sede do governo em Dhaka, capital do país. Khaleda Zia foi barrada pela polícia na porta de casa quando se dirigia para os protestos e convocou a imprensa para anunciar a prorrogação. “Nossa marcha vai continuar até segunda”, disse aos jornalistas. “Esse governo está planejando permanecer no poder”, finalizou.

A polícia de Dhaka utilizou barricadas e não permitiu que integrantes do partido de oposição se infiltrassem na manifestação deste domingo. Embora haja ataques ao atual governo, o principal objetivo é impactar as eleições do Parlamento, que ocorrerão no próximo dia 5 de janeiro.

Reportar Erro