Mais Lidas

Enrolado na Lava Jato

Marcada oitiva de Dirceu para definir mudança de regime prisional

Determinação foi do ministro Luíz Roberto Barroso do STF

acessibilidade:

Justiça Federal do Paraná marcou para esta quarta-feira (9) o depoimento do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. A oitiva foi determinada pelo ministro Luíz Roberto Barroso do Supremo Tribunal Federal (STF) e tem relação com a solicitação da Procuradoria-Geral da República (PGR) para que cumpra o restante da pena do Mensalão em regime fechado.

Para a PGR a mudança de regime prisional tem base no fato de Dirceu ter cometido crimes depois de sua condenação. Em setembro o ex-chefe da Casa Civil e mais 16 pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Federal (MPF) na 17ª fase da Operação Lava Jato pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Dirceu está preso preventivamente desde o dia 3 de agosto em um presídio em Curitiba. O ex-ministro já cumpriu dois anos e nove dias da pena, ele teria direito à condicional em fevereiro de 2016, senão tivesse sido denunciado na delação do lobista Milton Pascowitch.

Operação Lava Jato

O interrogatório de José Dirceu com base na Operação Lava Jato já foi marcado para o dia 29 de janeiro de 2016. A audiência será conduzida pelo juiz federal Sérgio Moro.

Também são réus nesse processo o irmão de Dirceu Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, Roberto Bob Marques, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, o lobista e delator da Lava Jato Fernando Moura, seu irmão Olavo Moura,  Milton Pascowitch, seu irmão José Adolfo Pascowitch e o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque.

Vídeos Relacionados