Ladeira abaixo

Lula isola Dilma, que por três dias não conseguir falar com ele

Ele cansou de reclamar de Mercadante, mas hoje chega a Brasília

acessibilidade:

Tratada com desdém pela classe política, que já não a respeita e articula seu impeachment, a presidente Dilma também perde contato até com seu criador. Ela tenta há três dias contato com Lula, que não atende e nem retorna as chamadas. O afastamento se deve ao pacote fiscal do governo e principalmente à manutenção do ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil), cuja demissão ele recomenda há meses.

Fontes próximas a Dilma e ao ministro Joaquim Levy (Fazenda) afirmam que a presidente ficou “abalada” com o distanciamento de Lula, mas nesta quinta-feira (17) ele ficou de viajar a Brasília para se reunir com ela.

A aliados, Lula tem dito que Dilma “perdeu o controle da situação”. Sua maior preocupação é que o desgaste dela o “contamine”.

A demissão de Mercadante tem sido recomendada também por outros aliados de Dilma, sobretudo após seu envolvimento na Operação Lava Jato.

Dilma quis falar com Lula sobre substituir Mercadante pelo assessor Giles Azevedo ou a ministra Kátia Abreu (Agricultura). Ele não retornou. Leia mais na Coluna Cláudio Humberto

Reportar Erro