Mais Lidas

Só porque falhou

Lula afirma que líder do governo preso cometeu 'grande burrada'

Para Lula não é crime: Delcídio cometeu 'uma grande burrada'

acessibilidade:

O ex-presidente Lula afirmou nesta quinta-feira (26) que o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) cometeu “uma grande burrada” ao tentar barrar as investigações da Operação Lava Jato. Líder do PT no Senado, o petista foi preso na manhã de ontem, 25, em Brasília, após o filho de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras, entregar à Polícia Federal áudios com toda a trama para tentar dificultar a delação premiada que pode incriminar a presidente Dilma Rousseff e seu partido.

A afirmação ocorreu durante almoço com dirigentes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e do PT. Lula até tentou se esquivar do tema e se limitava a dar respostas curtas como “é um absurdo” ou “que loucura”.

De acordo com a reportagem da Agência Estado, o ex-presidente disse ter ficado surpreso quando soube dos detalhes da gravação que levou Delcídio à cadeia. Para Lula, o senador é um político experiente, sofisticado, que não poderia ter se deixado gravar de forma simples como foi feito por Bernardo Cerveró.

Delcídio tinha reuniões semanais com Lula para tratar sobre assuntos do governo e também da Lava Jato.

Reportar Erro