Frango do goleiro

Lee Keun-Ho admite sorte ao sair do banco e marcar contra a Rússia

acessibilidade:

Estreante em Copas do Mundo já aos 29 anos, o sul-coreano Lee Keun-Ho saiu do banco de reservas no segundo tempo para marcar o único gol de sua seleção até aqui no torneio, no empate por 1 a 1 com a Rússia, na noite da última terça-feira, na Arena Pantanal, em Cuiabá. O atacante expressou sua felicidade pelo feito, mas reconheceu que teve uma ajuda do goleiro Igor Akinfeev.

“Eu esperei por esse Mundial por tanto tempo, não imaginava que eu faria um gol. Acho que dei sorte, mas não foi um mau início para mim. Para ser honesto, nunca imaginei que a bola ia entrar porque ela foi direto no goleiro”, avaliou após a partida o jogador do Sangju Sangmu, da Coreia do Sul.

Em 2010, Keun-Ho estava na lista dos 30 convocados pelo então técnico da seleção do seu país, Huh Jung-Moo, que o cortou antes da Copa daquele ano. “Perdi o Mundial de quatro anos atrás, então queria mostrar a minha habilidade desta vez, mesmo não atuando na Europa. Queria mostrar a todos que há bons jogadores no futebol da Ásia”, afirmou o sul-coreano, que lamentou por sua seleção ter cedido o empate aos russos.

“Acho que o resultado foi um pouco desapontante, mas acho que jogamos tão bem quanto esperávamos. Se tudo der certo, jogaremos em um nível maior contra a Argélia e assim conseguiremos um resultado melhor”, disse Keun-Ho, projetando o confronto da Coreia do Sul contra os argelinos, marcado para domingo, no Beira-Rio, em Porto Alegre. AE

Reportar Erro