Lama e deserto

acessibilidade:

Leonel Brizola estava em Natal (RN), em campanha para presidente. No palanque, o candidato do PDT abusava de figuras de linguagem:

– O Brasil está no atoleiro e precisa de alguém para tirá-lo da lama. Nesse dia Brizola parecia estar sem ideias e repetia, exaustivamente, que o Brasil estava ?atolado na lama?. Um bêbado que assistia a tudo, sempre há um deles em comícios, gritou impaciente:

– O senhor, afinal, é candidato a presidente ou a trator?

Como estava mesmo sem inspiração, Brizola levou um bom tempo respondendo à provocação.

Reportar Erro