Mais Lidas

Somente em 2014

Julgamento de ex-presidente do Egito é adiado para janeiro

Mohamed Mursi é acusado de ter incitado a violência e a morte de manifestantes

acessibilidade:

MursiO julgamento do ex-presidente do Egito, Mohamed Mursi,  foi adiado nesta segunda-feira (04) após apoiadores do líder protestaram na área externa do tribunal do Cairo.  Mursi será julgado em 08 de janeiro de 2014. Ele é acusado de ter incitado a violência e a morte de manifestantes no início do seu mandato.

Do lado de fora do tribunal, membros da Irmandade Muçulmana, grupo ao qual Mursi pertence, entoavam cânticos em apoio ao ex-presidente, que foi deposto em julho deste ano. Esta foi a primeira vez que Mursi apareceu em público após a destituição.

Na semana passada, um grupo de apoiadores de Mursi informou que ele não reconhece o julgamento ao qual seria submetido e o que o mesmo não tem advogado. O ex-presidente não considera legítimas as ações tomadas depois do golpe que o destituiu. Mursi foi o primeiro presidente do Egito eleito democraticamente.