Mais Lidas

Presa na Rússia

Itamaraty informa que prestará assistência à ativista brasileira

O órgão ainda afirma que irá "buscar solução rápida para o caso"

acessibilidade:

Ana Paula Alminhana MacielEm sua conta no Twitter, o Itamaraty afirmou que continuará prestando toda a assistência à bióloga brasileira Ana Paula Maciel, acusada de pirataria durante protesto do Greenpeace contra a exploração de petróleo no Ártico. O Ministério das Relações Exteriores (MRE) postou que ?não medirá esforços para buscar solução rápida para o caso.?

“O Itamaraty e a Embaixada do Brasil em Moscou acompanham o caso da ativista brasileira Ana Paula Maciel desde a sua prisão na Rússia. Como resultado das gestões da diplomacia brasileira, permitiu-se que Ana Paula telefonasse para sua família hoje [ontem, 10] de manhã”, informou o ministério.

Ainda ontem (10), a presidenta Dilma Rousseff pediu ao ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, que articulasse contato de alto nível- entre as cúpulas governamentais- com a Rússia para encontrar uma solução para o caso da brasileira.

Ana Paula Maciel está presa na Rússia há 23 dias. Ela foi detida com mais 29 militantes do Greenpeace enquanto tentavam escalar a plataforma Prirazlomnaya para protestar contra a estatal russa Gasprom em Murmansk, no Norte da Rússia.

Com informações da Agência Brasil.

Reportar Erro