Se cuida, Dilma

Helicóptero de Dilma soltou labaredas antes de decolar

Presidente disse não ter visto nada: 'Ninguém percebeu'

acessibilidade:

O helicóptero usado pela presidente Dilma Rousseff para transportá-la do Palácio da Alvorada até a Base Aérea de Brasília na noite de quinta-feira, 24, soltou uma labareda instantes antes de decolar. O momento durou 3 segundos e não impediu que o aparelho seguisse viagem.

De acordo com a assessoria da Força Área Brasileira (FAB), o voo de Dilma foi "100% seguro" e transcorreu dentro da normalidade. A FAB afirma que o piloto tomou conhecimento do episódio, mas resolveu seguir o plano de voo porque o painel de controle não apontou nenhuma falha.

Ao chegar ao hotel em Nova York, para participar da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), e ser questionada se se assustou com as fagulhas que saíram de seu helicóptero ao decolar do palácio da alvorada, em Brasília, a presidente se surpreendeu: "No meu helicóptero? Não. Hoje? Ninguém viu. É bom ter vocês de plantão olhando tudo. Me senti segura agora. Mas saiu uma labareda? Que coisa. Ninguém percebeu".

Durante a semana, a presidente usou um helicóptero de reserva, de porte menor, para os deslocamentos. A assessoria da FAB afirma, porém, que não havia nada de errado com o Super Puma.

Reportar Erro