Mais Lidas

Do meu jeito

Clarín apresenta plano de "adequação" à censura argentina

Grupo acusou governo Kirchner de censura e confisco ilegal de bens

acessibilidade:

O grupo Clarín apresentou um plano voluntário para adequar sua atuação com o que preconiza a Lei de Mídia, que entrou em vigor após batalha judicial entre as empresas de comunicação e o governo. Na disputa, o grupo Clarín perderia pelo menos 120 de suas mais de 200 concessões, além de ter equipamentos imprescindíveis confiscados.

De acordo com o Clarín, o governo quer suprimir os prazos legais que ainda não começaram a correr, mas tem um objetivo claro – ?apropriar-se dos poucos veículos de comunicação críticos que ainda restam na Argentina?.