Sistema sobrecarregado

Governo quer acionar termelétrica em Santarém em janeiro

Os custos precisam ser autorizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica

acessibilidade:

O Ministério de Minas e Energia publicou portaria nesta terça-feira (24), no Diário Oficial da União, reconhecendo a necessidade de geração de energia elétrica, no montante de 10 MW, de forma excepcional e temporária, no município de Santarém (PA). Para isso, a Usina Termelétrica Santarém (UTE Santarém) será acionada a partir de 1º de janeiro até que entre em operação a “solução estruturante para suprimento às cargas do Tramo Oeste”.

Segundo a portaria, os custos fixos e variáveis para acionar a UTE deverão ser aprovados e autorizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e serão cobertos por meio do encargo destinado à cobertura dos Custos do Serviço do Sistema.

Em reunião realizada em novembro deste ano, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apresentou nota técnica referente à região oeste do Pará, denominada Tramo Oeste, relatando que o sistema de transmissão vinha apresentando “elevado carregamento e, em consequência, desligamentos de colapso de tensão”.