Censura

Governo boliviano pediu ao Google para excluir conteúdos

Segundo o Google, Evo Morales pediu retirada de dez conteúdos da rede

acessibilidade:

O governo boliviano do cocaleiro Evo Morales pediu ao Google que fossem eliminados conteúdos da rede de internet, declarou a empresa estadunidense. De acordo com informe  de 2012 da Transparência da companhia, entre julho e dezembro de 2011, a Bolívia teria solicitado a retirada de cerca de dez conteúdos, todas atendidas.

Segundo o Google, os governos e tribunais federais, de uma maneira geral, querem excluir  vídeos do YouTube ou materiais publicados em blogs que “fazem algum tipo de difamação ou que infringem a legislação local ao promover ódio e pornografia”. No entanto, há um crescimento alarmante de pedidos para suprimir opiniões políticas ou materiais contrários ao posicionamento do governo.

É o caso da Espanha que, segundo o informe, chegou a pedir a eliminação de 270 matérias de blogs e artigos de imprensa que criticavam figuras públicas. A Polônia também tentou censurar a mídia, mas os pedidos não foram aceitos pela companhia.