Fraude das merendas

Governador de SP é vaiado em cerimônia do Minha Casa

Também gritaram 'merenda' quando Alckmin foi chamado

acessibilidade:

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), foi vaiado pela plateia nesta quarta-feira, 3, em evento para entrega de unidades do Minha Casa, Minha Vida com a presença da presidente Dilma Rousseff em Indaiatuba (SP).

Além de vaias, foram ouvidos gritos de "merenda" quando o governador foi chamado a entregar chaves de alguns imóveis aos beneficiados. Alguns membros do governo tucano, como os ex-chefes de gabinete da Casa Civil e da secretaria de Educação, além do presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Capez (PSDB), foram citados na operação Alba Branca, que investiga pagamento de propinas em contratos para fornecimento de suco de laranja para merendas escolares.

Em seu discurso, Alckmin ignorou a questão e ressaltou a união do programa Casa Paulista com o MCMV. "É uma boa parceira com o governo federal e com os prefeitos da região", afirmou.

A cerimônia celebrou a entrega de 7.840 unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida simultaneamente em nove cidades de cinco Estados. Foram beneficiadas 31 mil pessoas em Itu (SP), Indaiatuba (SP), Jundiaí (SP), Salvador (BA), Camaçari (BA), Luiz Eduardo Magalhães (BA), Caucaia (CE), Timon (MA) e Campo Mourão (PR).

Os empreendimentos são destinados a famílias com renda de até R$ 1,6 mil. Dilma destacou os investimentos em Indaiatuba, onde foram entregues 2.048 casas populares, com investimentos de R$ 194,9 milhões.

A reportagem tentou ouvir o Palácio dos Bandeirantes sobre o episódio, mas a assessoria do governo de São Paulo ainda não se pronunciou. (AE)

Reportar Erro