Corrupção

Governador de Roraima é acusado de participar de esquema de grilagem de terras

Terreno de 1,1 milhão de m2, da mulher de Anchieta, custou só R$ 25 mil

acessibilidade:

Anchieta Júnior

O governador de Roraima, José de Anchieta Júnior (PSDB), é acusado de distribuir centenas de títulos fraudulentos de terras, segundo revelou matéria publicada na edição desta semana da revista Veja.

Segundo a revista, entre os agraciados estão políticos, juízes de tribunais e também sua mulher, Shéridan de Anchieta, em cujo nome estaria um terreno de 1,1 milhão de metros quadrados adquirido pela bagatela de R$ 25 mil, segundo o recibo de compra e venda da propriedade. E foi comprado de um rapaz de 19 anos que, de acordo com a papelada, se tornou dono dele aos 12 anos.

capa1n_vejaO terreno, localizado a apenas 30 quilômetros da capital Boa Vista, é onde o governador costuma passar seus fins de semana. No jardim, ele tem à sua disposição uma enorme piscina que a mulher mandou fazer na forma da letra J, homenagem singela ao marido.

O Ministério Público Federal suspeita que o rapaz de 19 anos, filho de um funcionário do Iteraima, órgão fundiário do Estado, seja um ?laranja? usado para despistar o fato de que alguém fraudou papéis para se tornar titular de uma terra pública.