Mais Lidas

AGU

FAB nega ‘carteirada’ e associações manifestam apoio ao novo AGU

Entidades de juízes, delegados e advogados defendem Medina

acessibilidade:

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou que a viagem do Advogado-Geral da União, Fábio Medina Osório, a Curitiba (PR), no dia 1º, “seguiu todos os procedimentos formais e legais, tendo o voo transcorrido sem qualquer tipo de anormalidade”, ao contrário do que noticiaram alguns veículos. A FAB ainda explica que “o translado para Curitiba foi solicitado na manhã do dia 01 e a FAB contava com aeronave disponível no horário solicitado, o que possibilitou que a missão se concretizasse, tendo ocorrido sem nenhuma interferência de órgãos externos para o seu cumprimento”.

Além da FAB, diversas outras associações estão manifestando apoio ao novo AGU. A Associação de Juízes Federais (Ajufe), a Associação dos Juízes Federais de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Ajufesp), a Associação Nacional dos Advogados da União (Anauni) e a Associação dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) divulgaram posicionamento de apoio ao novo mandatário da AGU. Osório tem sido alvo de críticas nos últimos dias.

A Anauni, por exemplo, atribui as críticas a Medina a duas ações ajuizadas pela AGU, no início do mês, por atos de improbidade administrativa visando a cobrança de mais de R$ 23 bilhões de reais contra políticos e empreiteiros investigados na Lava Jato.

“Desses valores, R$ 5,6 bilhões são referentes aos prejuízos que a Petrobrás teria sofrido com o superfaturamento de obras contratadas junto a empresas implicadas na operação Lava-Jato, além de outros R$ 17,4 bilhões em multas que devem ser aplicadas aos réus. As ações foram promovidas em face de construtoras implicadas na Operação Lava-Jato e em face de seus executivos,” diz a Anauni, em nota.

“Nos últimos dias, o ministro [Osório] tem sido alvo de ataques, que culminaram em notícias veiculadas pela imprensa de que ele seria retirado do posto. Os delegados federais repudiam publicações neste sentido, que visam apenas desmoralizar o trabalho que Osório conduz à frente da AGU.

O ministro já demonstrou exemplar espírito público, ao reforçar a atuação da AGU no combate à corrupção e ao ajuizar ações bilionárias contra empreiteiras, na tentativa de recuperar ativos dos cofres públicos. Osório também deixou claro seu apoio à Polícia Federal e à Operação Lava Jato,” diz a associação de delegados da PF.