Mais Lidas

Mensalão Tucano

Ex-tesoureiro de Eduardo Azeredo deve escapar de processo

Cláudio Mourão completou 70 anos no último dia 12 de abril

acessibilidade:

O ex-tesoureiro da campanha de Eduardo Azeredo (PSDB-MG), Cláudio Mourão, deve se livrar de responder o processo conhecido como mensalão tucano. Mourão completou 70 anos no último dia 12 de abril e de acordo com o advogado Antônio Velloso Neto ele tem direito a pedir a prescrição do processo.

O advogado entrou com uma petição nesta terça-feira (22) na 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte pedindo, assim como aconteceu com o ex-ministro Walfrido dos Mares Guia (PSB), a extinção do processo por se tratar de um septuagenário.

“Ele é inocente. Mas não posso usurpar de um direito que é seu”, afirmou Neto. Segundo o advogado, mesmo entendendo que Mourão seria absolvido, ele não poderia abrir mão do benefício previsto na legislação.

Para Neto, o ex-tesoureiro não deveria abrir mão de um benefício previsto na legislação. “Cláudio completou 70 anos e o Código Penal é para todos. Se é um direito dele se ver livre do processo penal, este dever tem de ser exercido”, defendeu Neto, mesmo entendendo que Mourão seria absolvido.

Claudio Mourão é apontado pela Procuradoria Geral da República como operador do esquema de retirada de verbas públicas de estatais mineiras para abastecer o caixa de campanha de Azeredo (1988), que tentava reeleição, mas acabou derrotado por Itamar Franco.