Mais Lidas

Corrupção

Em áudio, promotora de Justiça compra votos e apoio de vereadores para a mãe

Promotora oferece dinheiro em troca de apoio à mãe candidata

acessibilidade:

Gravação em áudio investigado pelo Ministério Público da Paraíba revela a negociação para compra de votos e apoio partidário em Mamanguape, no interior do estado. No centro da história está a promotora de Justiça Ismânia Pessoa, de Campina Grande, filha da candidata do PSB Eunice Pessoa, eleita prefeita do município no último dia 2.

A gravação foi feita durante reunião, antes das eleições. A promotora e filha da então candidata oferece a quantia de R$5 mil, além de três cargos na prefeitura, para cada candidato a vereador que mudar de lado. Participaram da reunião Mayanne Veríssimo, candidata a vereadora pelo PMDB, Rizo Mourão (PMDB), Janduy (PSDB) e Nego Vado (PSDB). 

“Você se declarando (deixando Fábio e apoia Eunice) a gente dá um valor a vocês agora”, diz. "Fábio", citado por Ismânia, é Fábio Fernandes, candidato do PMDB que ficou em segundo lugar com 45,16% dos votos.

Em outro trecho da reunião, a candidata à vereadora Rizo Mourão perguntou se teria mais algum benefício. “No caso desse… bem… você dando esses R$ 5 mil e a gente tem direito a quantos empregos?” Também se oferece R$ 500, e dinheiro para gasolina e cachaça. Uma terceira pessoa aparece no áudio sendo identificado como Moocayr Cartaxo, um investidor da campanha.

ISMÂNIA – “Vocês declarando a gente dá um valor, a vocês, agora. E…”

MOOACYR – “Adequado pra vocês passar, falta 10 dias”

ISMÂNIA – “10 dias” RIZO – “Se declarar?”

MOOACYR – “5 mil tá bom?”

RIZO – “5 mil. E sem se declarar?”

MOOACYR – “Sem se declarar a gente vai cumprir os compromissos. Agora só cumpro compromisso se você fechar a casa 40 Eunice e você. RIZO – “É…”

MOOACYR – “Se você chegar lá for Fábio e você, a gente não pode dar.”

MOOACYR – “Certo. Concorda?” MOOACYR – “E você se declarando…”

MOOACYR – “Tudo bem que a gente tá aqui. Tá eu, Ismânia, a gente é amigo aqui tudinho. Ela é filha da prefeita, ela que coordena tudo lá, e a gente com vocês se declarando, a gente chega e a gente… como é mesmo…”

MOOACYR – “De agora a gente já fecha compromisso. De um emprego pra um filho seu, um negócio ajuda, pra, pra na hora da outra campanha vocês tá com a gente ‘de novo’ ”

RIZO – “É nosso”.

RIZO – “No caso desses, bem, você dando esses 5 mil, aí, a gente tem direito a quantos empregos?”

MOOACYR – “A doutora ‘rai’ lhe dar três empregos, pra senhora não ir nem lá

ISMÂNIA – “São três empregos, pra trabalhar direitinho…” Todos falam – Trecho sem identificação

MOOACYR – “500 conto, né assim, Ismânia?”

ISMÂNIA – “É…”

MOOACYR – “A cachaça”

ISMÂNIA – “E a gasolina”

MOOACYR – “E a gasolina

A Corregedoria-Geral do Ministério Público da Paraíba (MPPB) abriu uma Reclamação Disciplinar (RD) para apurar o envolvimento da promotora de Justiça Ismânia Pessoa, na tentativa de aliciamento de candidatos à Câmara Municipal de Mamanguape, onde a mãe da denunciada – Eunice Pessoa – disputou a Prefeitura pelo PSB. 

Mayanne Veríssimo, candidata à vereadora pelo PMDB, que participou da conversa, não foi eleita. Rizo, Janduy (PSDB) e Nego Vado (PSDB) também não. Nenhum deles teve sequer 80 votos.

Uma representação contra a promotora Ismânia já foi feita no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), responsável por fiscalizar e punir a conduta dos profissionais membros do MP.

Ouça o áudio:

Vídeos Relacionados