Maior cotação da história

Dólar passa de R$ 4, maior valor desde o Plano Real

Na segunda, moeda americana encerrou as negociações em R$ 3,977

acessibilidade:

O dólar comercial abriu a sessão desta terça-feira, 22, cotado a R$ 4,005, com os investidores monitorando os desdobramentos da crise política no País. Na véspera, a moeda encerrou as negociações aos R$ 3,977, após bater a máxima de R$ 3,997.

Às 9h20, a moeda operava em alta e avança 1,18%, aos R$ 4,024, na máxima. Esta é a maior cotação desde a criação do real, em 1994. Até hoje, o dólar só havia se aproximado desse patamar em 10 de outubro de 2002, quando fechou cotado a R$ 3,99, às vésperas da primeira eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

No radar do mercado financeiro está a visita da agência de classificação de risco Fitch – técnicos têm agenda com o ministro da Fazenda Joaquim Levy, em Brasília, para avaliar a situação econômica do País. Rumores de um novo rebaixamento da nota de crédito do Brasil já fizeram o dólar acelerar na sexta-feira, quando a moeda fechou a R$ 3,95.

Atualmente, a classificação do Brasil pela Fitch é BBB, com perspectiva negativa. Nesse patamar, a nota de crédito do País está dois níveis acima do temido grau especulativo, grupo dos países em que é mais arriscado investir, na visão das principais agências. Pela classificação da Standard & Poor's, o Brasil já pertence a esse grupo. (AE)

Reportar Erro