Mais Lidas

Que vergonha

Dilma também deve ser denunciada no esquema da sua aposentadoria

Gabas 'mexeu os pauzinhos' para aposentar Dilma em um dia

acessibilidade:

Procuradores do Ministério Público Federal avaliam a inclusão da ex-presidente Dilma Rousseff entre os acusados de vários crimes, incluindo improbidade administrativa, em razão do esquema montado para beneficiá-la como uma aposentadoria concedida a jato, tipo vapt-vupt, , um dia depois do impeachment, em 1º de setembro. O Ministério do Desenvolvimento Social ordenou o afastamento de servidores do INSS que participaram do esquema. Dilma não precisou fazer agendamento nos sistemas da Previdência Social, que em Brasília implica em espera media de 115 dias.

A presidência do INSS vai abrir sindicância e procedimento administrativo disciplinar para apurar as responsabilidades dos funcionários do órgão, por determinação do secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social , Alberto Beltrame. Órgãos de controle serão acionados para verificar eventual ilegalidade nas alterações cadastrais da ex-presidente.

O ex-ministro e servidor de carreira da Previdência Carlos Gabas, amigo de Dilma, foi a uma agência do INSS em Brasília, um dia depois do impeachment, entrou pela porta dos fundos até chegar a uma sala reservada com um gerente e acertou a aposentadoria da ex-presidente.

Em dezembro, quando Dilma ainda era presidente, a ficha que registra os vínculos trabalhistas, usada para a contagem dos anos trabalhados, foi alterada 16 vezes por uma única servidora lotada em uma diretoria do INSS – também sem agendamento formal.

Dilma obteve em um dia o que seu governo negou aos brasileiros: aposentadoria rápida.