Mais Lidas

Palácio Alvorada

Dilma chamou governadores para más notícias e posar para fotos

Renan Filho afirma que nada de concreto se decidiu na reunião

acessibilidade:

A presidente Dilma Rousseff atraiu 27 governadores, para uma reunião que prometia ser promissora, no Palácio do Planalto, mas a verdade é que a única coisa concreta foi a posse para fotografias ao lado deles. No caso de Alagoas, como de todos os demais, nada de concreto foi decidido e os governadores saíram do encontro apenas com promessas.

Convidar governadores para reuniões assim é um velho truque de governantes em apuros. Em baixa nas pesquisas, eles sempre recorrem a esse expediente. É o caso de Dilma, cuja aprovação pelos brasileiros está atualmente em torno dos 7%, segundo as pesquisas mais recentes.

No dia seguinte à reunião, já em Maceió, o próprio governador Renan Filho (PMDB) admitiu, durante um evento no Jacintinho, que a reunião dos governadores com Dilma nada resultou de concreto para Alagoas e nem para qualquer outro Estado: serviu apenas para que ela pedisse apoio e um “pacto de governabilidade”.

Foi até pior do que se esperava:

– De uma forma geral, foi anunciada a redução de investimentos este ano. A presidente pediu o apoio dos governadores para superar a crise, e não particularizou os problemas de cada unidade federativa", disse o governador.

Dilma deu a má notícia de que o governo federal deve cortar R$ 8,2 bilhões em investimentos, atingindo o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a Saúde e a Educação.