Mais Lidas

Facção mira SSP

Criminosos pretendiam matar secretário de segurança de Alagoas

Cartas mostram plano para matar chefe da SSP em Alagoas

acessibilidade:

O titular da Secretaria da Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL), coronel Paulo Domingos de Araújo Lima Júnior, era alvo de um plano de morte descoberto na última quinta-feira (29), após a prisão de um suspeito durante operação, no bairro do Clima Bom, em Maceió (AL).

As referências aos planos de “abalar o Estado” e matar o titular da SSP do governo de Renan Filho (MDB) estavam escritas em duas cartas apreendidas com Weverton  da Silva Moura, alvo de mandado de prisão expedido pela 17ª Vara Criminal da Capital do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), especializada no combate ao crime organizado.

As cartas eram endereçadas a criminosos citados como "Aranha" e “Baixinho”. Para o primeiro, Weverton dizia integrar uma facção criminosa e ter o objetivo de abalar a SSP, atentando contra a vida do secretário Lima Júnior. E, para "Baixinho", o suspeito sugere atear fogo em ônibus na parte alta da capital como represália ao combate ao crime feito pela Secretaria de Segurança Pública.

Para o site TNH1, Lima Júnior confirmou o teor das cartas e afirmou que a inteligência da SSP já investiga o caso. “Faz parte. Mas preciso me inteirar do que a inteligência já tem para me pronunciar”, disse ele ao TNH1, por telefone.

COINCIDÊNCIA?

"Aranha" é o nome de um dos maiores traficantes de Alagoas, acusado de comandar crimes de dentro do sistema prisional. E o nome "Baixinho" está emevidência, desde os crimes políticos que vitimaram dois vereadores em Batalha, no fim de 2017, que tem um dos acusados com o mesmo apelido, José Márcio Cavalcante, mais conhecido como "Baixinho Boiadeiro", que está foragido desde a morte de seu pai, o vereador "Neguinho Boiadeiro". Baixinho é acusade matar o vereador "Tony Pretinho". Mas nenhuma informação oficial confirma a relação entre o caso e o traficante, nem quem seria o "Baixinho" citado na outra carta.

A ameaça surge no momento em que o governador prepara uma reforma administrativa, para a troca de secretários que pretendem disputar as eleições desde ano.

A SSP publicou a seguinte nota sobre o caso: 

A Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas (SSP) informa que tomou conhecimento de um plano de ações criminosas, dentre elas uma ameaça de morte ao secretário Lima Júnior. Nas cartas, apreendidas na última semana, os criminosos afirmam que o plano teria como objetivo provocar um abalo no Estado. 

O secretário Lima Júnior afirma que o fato está sendo investigado e que a Segurança Pública tomará as devidas providências para responder a altura a afronta ao Estado. 

Ele também afirma estar tranquilo quanto às ameaças sofridas e destaca que a atitude dos criminosos demonstra o êxito das ações das forças policiais para combater o crime em Alagoas.