Mais Lidas

Agência de risco

Crescimento limitado e escândalos levam a rebaixamento do Brasil

O anúncio da agência coincide com visita de Dilma a Washington

acessibilidade:

Crescimento lento do PIB, aumento no déficit em conta corrente e falta das reformas necessárias fizeram com que a INCRA (International Non-profit Credit Rating Agency – Agência Internacional sem Fins Lucrativos de Classificação de Crédito) rebaixasse a avaliação do Brasil de A- para BBB+, com uma perspectiva negativa. 

O rebaixamento do Brasil coincide com a viagem oficial da presidente Dilma Rousseff a Washington. A visita é de Estado, o que a reveste de pompa e circunstância, incluindo o jantar que é oferecido na Casa Branca pelo presidente norte-americano Barack Obama.

Apesar desses problemas, o relatório continua otimista: nas duas últimas décadas, o Brasil passou por muitas crises econômicas e políticas, mostrando uma grande capacidade de aprender e se adaptar.

A avalição do Brasil feito pela INCRA ainda está acima das avaliações feitas pelas três grandes agências de avaliação (CRAs).