Mais Lidas

CPMI da JBS

CPMI da JBS vai ouvir procurador acusado de receber suborno da empresa

Procurador federal Ângelo Goulart Vilella foi acusado de atuar de forma infiltrada na Greenfield

acessibilidade:

A CPI Mista da JBS tem reunião marcada para a próxima terça (17), às 9h, quando vai ouvir o procurador federal Ângelo Goulart Villela. De acordo com o requerimento de convocação, Villela foi acusado de ter atuado como infiltrado na força-tarefa da Operação Greenfield, do Ministério Público e da Polícia Federal, em troca do recebimento de suborno da empresa JBS. A comissão também vai ouvir dois delegados da Polícia Federal que coordenaram operações envolvendo a JBS e sua controladora, a J&F.

Na mesma reunião, a CPI vai votar o requerimento que pede a transferência dos sigilos bancário, fiscal, telefônico e de e-mail do ex-chefe de departamento do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) José Cláudio Rego Aranha. A quebra de sigilo é para o período em que Aranha acumulou a função de funcionário do BNDES e membro do Conselho de Administração da JBS, entre setembro de 2007 e junho de 2008.

A comissão ainda vai votar a convocação do empresário Victor Garcia Sandri e o convite a Eugênio Aragão, ex-ministro da Justiça. Conforme o requerimento, Aragão é doutor em Direito e poderá colaborar com os trabalhos da CPI.

Já na quarta-feira (18), às 9h, a comissão vai ouvir Francisco Assis e Silva, executivo da JBS, e Vinicius Marques de Carvalho, ex-presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). (Agência Senado)