Retomando os trabalhos

Conselho de Ética se reúne na terça para decidir futuro do caso Cunha

Decisão do vice-presidente da Câmara fez processo voltar à estaca zero

acessibilidade:

A Câmara dos Deputados retoma os trabalhos nesta semana, após o feriado de Carnaval, com duas medidas provisórias na pauta de votações, entre as quais a que reduziu o número de ministérios do governo Dilma Rousseff de 39 para 31.

Outro foco de atenções será a reunião do Conselho de Ética, marcada para a próxima quarta-feira (17), com o objetivo de discutir os próximos passos do processo que investiga o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

 

Eduardo Cunha

Antes do Carnaval, o vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), decidiu anular a aprovação, pelo colegiado, do relatório do deputado Marcos Rogério (PDT-RO) que defende a continuidade do processo de cassação de Cunha, investigado por suposta quebra de decoro parlamentar.

Com a decisão do vice-presidente, o processo do presidente da Câmara voltou quase à estaca zero. Deverá ser reaberta a discussão sobre o parecer de Marcos Rogério e cada integrante do colegiado e líder partidário terá 10 minutos para discursar.

A defesa de Cunha também poderá se pronunciar novamente. Parlamentares aliados do peemedebista deverão pedir vista do relatório de Marcos Rogério e a votação só poderá ocorrer dois dias úteis depois.

 

Delcídio do Amaral

Também deverá haver movimentação no Conselho de Ética do Senado. Termina nesta quinta-feira (18) o prazo do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) para defesa no colegiado em relação ao processo que o investiga por quebra de decoro parlamentar.

Reportar Erro