PLS 458/2013

Comissão do Senado aprova alteração no Bolsa Família

acessibilidade:

A Comissão de Assuntos Sociais do Senado aprovou a PLS 458/2013 do senador Aécio Neves (PSDB-MG) que altera o Programa Bolsa Família. Na proposta, o beneficiário que conseguir emprego ainda poderá permanecer no programa por ainda mais seis meses. De acordo com o senador, há um desestímulo para as pessoas se formalizarem, porque muitas têm receio de serem demitidas após um ou dois meses de contratação, assim, muitas pessoas preferem ter a segurança do Bolsa Família.

?A proposta que nós aprovamos significa que um cidadão que conseguir o emprego, sendo ele beneficiário do Bolsa Família, por seis meses, poderá continuar recebendo concomitantemente com o seu salário, formalizado em carteira, também o Bolsa Família?, explicou Aécio.

A base governista, que é contra a proposta, negou que a aprovação da PLS represente uma derrota do governo. O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), reconheceu a ?falta de organização? da base aliada e afirmou que o mesmo não deve se repetir na Comissão de Direitos Humanos, onde a proposta ainda irá tramitar. ?Acho que faltou uma melhor organização política da nossa base, da base do governo. Nós vamos discutir e isso não vai se repetir na Comissão de Direitos Humanos?, analisou Costa.

Reportar Erro