Mais Lidas

Escândalo sexual

Começa julgamento de ex-diretor do FMI Strauss-Kahn

Strauss é acusado de abusar de uma camareira de hotel em Nova Iorque

acessibilidade:

Começou nesta segunda-feira (2/1) o julgamento do ex-diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI), o francês Dominique Strauss-Kahn. Ele é réu na acusação de abusar de uma camareira de hotel em Nova Iorque.

O escândalo sexual é mais um na lista do ex-diretor. Strauss é acusado de organizar orgias em hotéis de luxo na França e na Bélgica, entre 2008 e 2011, com participação de prostitutas.  Ele admitiu participar das festas, mas disse não saber que as moças eram prostitutas. Pelo crime, o francês pode pegar até 10 anos de prisão, além de multa de 1,5 milhão de euros, caso seja condenado.

Crime

De acordo com a camareira do hotel Sofitel, após entrar no quarto para fazer a limpeza, pois acreditava que o quarto estava vazio, teria sido atacada por Strauss. Ele havia acabado de sair do chuveiro. O crime ocorreu em 14 de maio de 2011.