Precariedade

Começa esvaziamento de presídio central de Porto Alegre

Em Porto Alegre, mutirão carcerário apontou precariedade

acessibilidade:

O governo do Rio Grande do Sul, por meio da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), iniciou na terça-feira (24) a retirada de presos do Presídio Central de Porto Alegre (PCPA). A medida é uma recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) após constatar situações precárias no presídio.

A carência do presídio foi apontada no diagnóstico feito pelo CNJ durante o Mutirão carcerário, que aconteceu entre os dias 10 de fevereiro e 21 de março.  Durante as inspeções, vários pontos foram constatados: superlotação, risco de incêndio, péssimas condições de higiene e o domínio do local por seis facções criminosas. A recomendação do CNJ é que o presídio seja esvaziado nos próximos seis meses.

Reportar Erro