Novo presidente

Com renúncia de Cunha, interino tem até 5 sessões para fazer nova eleição

Cunha renunciou à presidente nesta quinta-feira, na Câmara

acessibilidade:

Com a renúncia de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara dos Deputados, o presidente em exercício da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), terá prazo de até cinco sessões para marcar uma eleição para preencher o cargo até fevereiro de 2017, quando acabaria o mandato do peemedebista na presidência.

Cunha estava afastado do comando da Câmara e do mandato de deputado federal desde 5 de maio por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). No início da tarde desta quinta (7), ele fez um pronunciamento no salão verde da Câmara na qual comunicou sua renúncia da presidência da Casa.

A decisão foi oficializada em uma carta que será encaminhada a Waldir Maranhão, que ocupa a presidência interinamente a presidência da Câmara desde que Cunha foi afastado do Legislativo.