Mais Lidas

"Privilégio sem sentido"

CCJ da Câmara deve discutir fim do foro privilegiado nesta terça-feira

"Trata-se de um privilégio que não tem mais sentido", diz autor

acessibilidade:

A proposta que prevê o fim da prerrogativa de foro especial de parlamentares, presidente da República, magistrados, ministros, governadores e prefeitos pode entrar na pauta de votações da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara desta terça-feira (20). De autoria do líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), a PEC do fim do foro tem como alvo autoridades que cometerem crimes comuns.

A proposta de Rubens Bueno tem parecer pela admissibilidade e já entrou algumas vezes na pauta de votação do colegiado, mas não chegou a ser votada. “O fim do foro privilegiado é uma cobrança da sociedade e propostas neste sentido precisam ter prioridade. Trata-se de um privilégio que não tem mais sentido e a operação Lava Jato tem demonstrado como muito políticos se utilizam desse mecanismo para cometer crimes e atrapalhar o andamento de processos”, afirmou o deputado. (AE)

Vídeos Relacionados