Recesso branco

Câmara e Senado entram em recesso e param trabalhos até 29 de julho

O impeachment de Dilma e a cassação de Cunha serão prioridades na volta

acessibilidade:

A partir desta segunda-feira (18) até 29 de julho o Congresso Nacional está em recesso informal, conhecido como "recesso branco". Serão duas semanas sem votação nos plenários da Câmara e do Senado.

O presidente em exercício, Michel Temer, e os presidentes do Senado e da Câmara, Renan Calheiros e Rodrigo Maia, devem se reunir na noite desta terça-feira (19), no Palácio do Jaburu, para discutir as pautas de interesse do governo.

Quando as férias informais acabarem, o Senado retoma o julgamento do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff e a Câmara tem que decidir, no plenário, se cassa ou não o mandato do ex-presidente da Casa, o deputado afastado Eduardo Cunha.