Mais Lidas

Autor alega perseguição

Câmara de SP aprova ‘Dia de Combate à Cristofobia’

A proposta será levada para sanção do prefeito Fernando Haddad

acessibilidade:

Em votação simbólica na noite da última terça-feira, os vereadores da Câmara Municipal de São Paulo aprovaram por unanimidade o projeto de autoria do vereador Eduardo Tuma (PSDB) que inclui o “Dia de Combate à Cristofobia” na relação de datas comemorativas. A proposta, marca a data para 25 de dezembro e será levada para sansão do prefeito Fernando Haddad (PT).

Tuma afirmou que o objetivo é defender “minorias” de perseguições. “Hoje, o cristão, principalmente o evangélico, tem suas ações tolhidas. Você tem uma minoria sendo tolhida de seus direitos, como liberdade de expressão e, até mesmo, às vezes, liberdade de culto. O cristão, hoje, não pode falar qualquer coisa relacionada à homoafetividade que ele é caracterizado como um homofóbico”. Em resumo: o parlamentar alega ser contrário à prática da homossexualidade.

O líder do governo na Câmara, vereador Arselino Tatto (PT) foi procurando para saber os motivos da aprovação pela base da gestão do prefeito Haddad, porém o Tatto não foi encontrado.

Vídeos Relacionados