Mais Lidas

Mais Médicos

Brasil quer fazer Cuba diminuir (um pouco) exploração de médicos

A ideia é que o valor passe dos atuais US$ 400 para US$ 1 mil

acessibilidade:

mais medicosApós grande pressão da opinião pública e do Congresso, e da repulsa à exploração dos médicos cubanos trazidos ao Brasil, o governo Dilma Rousseff finalmente estaria “tentando” convencer o governo de Cuba a aumentar “repasse” aos seus profissionais engajados no programa Mais Médicos. Os cubanos são os únicos que não recebem integralmente o salário de R$ 10 mil pagos a todos os médicos, brasileiros e estrangeiros, que fazem parte do programa. A ditadura cubana repassa a seus médicos apenas 960 reais por mês e fica com o restante, configurando uma situação análoga ao trabalho escravo.

A ideia é que o valor passe dos atuais US$ 400 (R$ 960) para US$ 1 mil (R$ 2,5 mil). A situação de exploração dos médicos cubanos continua, mas o governo Dilma espera que assim as criticas ao programa diminuam, assim como a deserção de cerca de uma centena de médicos cubanos como Ramona Rodríguez. Com o aumento do repasse o Planalto também espera “amenizar” o descontentamento do Ministério Público do Trabalho que investiga as condições dos médicos recrutados em Cuba no Brasil.

Vídeos Relacionados