Mais Lidas

Bateu, levou

Brasil declara 'persona nom grata' encarregado de negócios de Maduro

Brasil expulsa chefe da embaixada da Venezuela em Brasília

acessibilidade:

Gerardo Maldonado.O governo brasileiro decidiu declarar "persona non grata" o encarregado de negócios da embaixada da Venezuela, ministro conselheiro Gerardo Antonio Delgado Maldonado, dentro das medidas de reciprocidade prometidas no fim da semana passada, quando a ditadura de Nicolás Maduro fez a mesma declaração em relação ao embaixador brasileiro Ruy Carlos Pereira.

O serviço de cerimonial do Itamaraty já informou o diplomata da decisão e ele terá de deixar o Paós no prazo máximo de 72 horas. Se não cumprir a determinação, o venezuelano está sujeito a ser conduzido sob vara até a fronteira.

A Venezuela não tem um embaixador acreditado junto ao governo brasileiro. O último embaixador designado para o posto jamais entregou suas cartas credenciais, condição essencial para que o chefe da embaixada possa exercer suas atividades.

Na semana passada, a ditadura venezuelana declarou "persona non grata" o embaixador do Brasil em Caracas e também concedeu um prazo de 72 horas para que abandonasse o país, mas o diplomata já se encontrava no Brasil em recesso de fim de ano.