Mais Lidas

Mundo bizarro

Bancos são interditados em Maceió por falta de 'licenciamento ambiental'

Órgão exige 'licenciamento' de agências abertas há décadas

acessibilidade:

A Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma), em parceiria com a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e a Guarda Municipal interditaram, nesta quarta-feira, 18, onze agências bancárias localizadas na Rua do Sol, no centro de Maceió. A interdição ocorreu por falta de "licenciamento ambiental".

A maioria dessas agências, senão a totalidade, funciona há décadas. A rua do Sol, em Maceió, é uma espécie de centro financeiro da capiutal alagoana há muitos anos. Mesmo quando os bancos fecham ou sofrem interdição, as mesmas lojas são logo ocupadas por agências dos concorrentes. Além dessas, outras 63 agências já estão na mira da Secretaria e já foram notificadas pelo orgão. A interdição é baseada em uma lei municipal, cuja constitucionalidade tem sido questionada por tratar de assunto de competência da União. Os prejuízos aos correntistas, principalmente aos mais simples e mais velhos, que não usam internet, têm sido considerados irreparáveis.

De acordo com a Sempma, as agências que não atenderem às exigências para regularização, serão interditadas e uma multa será aplicada junto a um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que deve ser assinado para que os bancos possam fazer ajustes junto ao órgão ambiental.

Reportar Erro