Mais Lidas

BARBÁRIE EM CARACAS

Ataque mata mulher na Venezuela, durante plebiscito contra Maduro

Deputada culpa Maduro por ataque que feriu mais três. Assista

acessibilidade:

O Ministério Público Venezuelano confirmou a morte de uma mulher, em um ataque de um grupo paramilitar contra eleitores do plebiscito organizado pela oposição ao presidente Nicolas Maduro, em Catia, em Caracas.

No ataque, outras três pessoas ficaram gravemente feridas pelos disparos, nas proximidades da Igreja de El Carmen. Muitos se refugiaram dentro do templo. E a vítima fatal foi identificada pelo Ministério Público como Xiomara Escot, de 61 anos, que trabalhava como enfermeira do Hospital Pérez Carreño.

A ação ocorreu quando homens identificados como integrantes de uma milícia apoiada pelo governo de Maduro dispararam e atiraram bombas de gás lacrimogêneo contra as pessoas envolvidas na atividade promovida pela Mesa de la Unidad Democrática (MUD), formada pelos opositores do Chavismo.

Houve correia e tumulto. E a deputada da Assembleia Nacional Marialbert Barrios responsabilizou o presidente Nicolás Maduro pelo ataque. “É o único responsável por esta barbárie. Eles nunca mais poderão zombar de Catia. Essas pessoas decidiram mudar”, disse a deputada através de sua conta no Twitter. (Com informações de El Informador)

Veja o momento do ataque, em vídeo do Caraota Digital, divulgado pelo Twitter do conselheiro universitário, integrante do movimento estudantil, Oliver López Cano: 

Reportar Erro