Mais Lidas

Senadores

Apologia ao crime pode complicar a vida de senadores petistas

Lindbergh e Gleisi rasgam juramento do Senado incitam violência

acessibilidade:

Partidos governistas já avaliam representar contra os senadores Lindbergh Farias (RJ) e Gleisi Hoffmann (PR) junto ao conselho de Ética no Senado por apologia ao crime. Eles pregam “desobediência civil” e até “luta armada”, para impedir o cumprimento da sentença do ex-presidente Lula, condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A dupla ainda insultou o Judiciário, uma instituição do Estado. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Quando tomam posse, os senadores juram “guardar a Constituição federal e as leis do País”, juramento rasgado por Lindbergh e Gleisi.

O deputado Wadih Damous (RJ), da bancada porralouca do PT, ofendeu o TRF-4 chamando-o de “pelotão de fuzilamento fascista”.

A injúria pessoal também ficou caracteriza quando Lindbergh se referiu ao desembargadores que condenaram Lula como “corja”.

O macabro Stédile (ele vive de quê, mesmo?), do MST, ameaçou a Justiça avisando que impedirá a prisão do condenado por ladroagem.

Vídeos Relacionados