Educação sem estrutura

Alunos assistem ao primeiro dia de aula sentados no chão em Fortaleza

Turmas usaram cadeira de plástico para apoiar livros e cadernos

acessibilidade:

Alunos da Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental (Emeif) Waldemar Barroso, em Fortaleza, tiveram um primeiro dia de aulas sem conforto nesta quarta-feira (27). Algumas turmas da instituição assistiram às aulas sentados no chão e usando cadeiras de plástico como apoio para livros e cadernos onde faziam as atividades didáticas.

A falta de estrutura foi flagrada por imagens enviadas ao G1 pelo Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Fortaleza (Sindiute). Nas fotos, é possível ver a maioria das crianças no chão e escoradas nas paredes das salas durante a aula. Uma das aluna apoiou o caderno nas próprias pernas para copiar os conteúdos do quadro.

O diretor do Sindiute, Wellington Soares, afirma que a falta de cadeiras ocorre em outras escolas da capital cearense. “Essa situação mostra a falta de estrutura que está acontecendo em várias escolas da cidade, onde alguns professores estão até abrindo mão de suas mesas para servirem de cadeiras aos alunos”, reclama Soares.
 

Novas carteiras

Em nota, a Secretaria Municipal da Educação (SME) informou que novas carteiras foram enviadas à Escola Municipal Waldemar Barroso. A SME informou ainda que a carência das carteiras foi “provocada devido ao aumento das matrículas” e que “7.000 novos conjuntos de carteiras foram adquiridos neste ano para as escolas da rede municipal de ensino”.

Reportar Erro