Mais Lidas

LUTA CONTRA PRISÃO

Alagoas teve pedido de 'guerra' por Lula, bloqueios e ônibus pichados

Pequeno grupo bloqueou via e pichou ônibus públicos, em Maceió

acessibilidade:

Assim como ocorreu em diversas manifestações pelo Brasil contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o vandalismo e o bloqueio de vias estiveram presentes nos protestos de integrantes de sindicatos e de movimentos de sem-terra, em Maceió (AL). Ônibus públicos da capital alagoana foram pichados, durante um bloqueio da Ladeira Geraldo Melo, fechada com queima de pneus, no bairro do Farol, na tarde desta sexta-feira (06).

Os manifestantes que defendem manter em liberdade o ex-presidente petista condenado por corrupção cobriram os rostos, intimidaram motoristas e gritavam “vai ter guerra”, enquanto protestavam contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que negou Habeas Corpus preventivo solicitado por Lula.

A concentração do ato do pequeno mas barulhento grupo ocorreu na Praça Centenário, e não previa bloqueio, conforme os organizadores. Mas o que seria uma vigília seguida de caminhada até a sede do PT, no Centro da capital alagoana, transformou-se em transtorno, na hora da volta para casa dos trabalhadores da capital alagoana.

Em Alagoas, ainda houve  bloqueios entre Teotônio Vilela e Junqueiro, na BR-101; em Atalaia, na BR-316; e em União dos Palmares, na BR-104

Veja como foram os protestos em Maceió:

O site Cada Minuto publicou vídeo do bloqueio da Ladeira Geraldo Melo:

 

Vídeos Relacionados