Mais Lidas

Sem reformas, nota cai

Agência de risco Fitch rebaixa nota de crédito do Brasil para BB-

Agência diz que nova classificação reflete fracasso da reforma da Previdência

acessibilidade:

A agência de classificação de risco Fitch rebaixou o rating do Brasil do Brasil de BB para BB-, e alterou a perspectiva de negativa para estável. Em relatório, a agência citou a desistência de votação da reforma da Previdência como um dos principais fatores para a medida, além do persistente e amplo déficit fiscal do País.

De acordo com a Fitch, a decisão do governo de não votar a reforma da Previdência representa importante revés para o País. "A Previdência ficou para depois da eleição e há incertezas sobre o próximo governo", afirmou a agência.

Com o rebaixamento, o Brasil ficou três graus abaixo do chamado grau de investimento – uma espécie de selo de bom pagador, que indica que determinada região é segura para os investidores.

Em janeiro, a S&P já havia cortado o rating do Brasil para "BB-", alegando a demora na implementação do ajuste fiscal e a incerteza política sobre as eleições presidenciais.

O governo já espera um rebaixamento também pela Moody's. A agência já se manifestou, afirmando que o fim da reforma da Previdência é negativo para a nota de crédito do país.

 

Vídeos Relacionados