Mais Lidas

Menor valor desde 2003

Ações da Petrobras caem abaixo dos R$ 6 após plano de investimento

Bolsa recupera 40 mil pontos, mas petróleo preocupa investidores

acessibilidade:

A Bovespa tentou uma recuperação no início do pregão desta terça-feira, 12, após perder os 40 mil pontos ontem e terminar no menor nível desde 17 de março de 2009. Entretanto, o ímpeto durou pouco, com o Ibovespa pressionado pelas ações da Petrobrás, que divulgou hoje uma revisão do plano de investimentos para 2016.

Por volta das 10h40, o Ibovespa tinha leve alta de 0,11%, aos 39.995 pontos. As ações da Petrobrás, por sua vez, perdiam 3,03% no papel ordinário (ON) e 3,28% no preferencial (PN).

A estatal anunciou ajustes no Plano de Negócios e Gestão (PNG) 2015-2019, como reflexo da revisão de projeções para o câmbio e para o petróleo. O investimento total previsto para período entre 2015-2019 agora é de US$ 98,4 bilhões, o que representa uma redução de US$ 32 bilhões ante o previsto inicialmente. Os ajustes nos investimentos resultaram em redução da projeção de produção. 

A queda no preço do petróleo nos mercados internacionais também tem pressionado os papéis da empresa. Ontem, quando a cotação do barril atingiu o menor nível desde 2003, a ação PN da estatal terminou a R$ 6,09, no menor nível desde 7 de junho de 2004, conforme dados da Economática. Nesta terça-feira, os contratos futuros do petróleo operam com volatilidade.

Os índices acionários em Wall Street operam em alta, com os mercados tentando se estabilizar após terem registrado a pior primeira semana do ano na história. O Ibovespa ensaiava a mesma recuperação, mas perdia força por causa da Petrobrás.

No mercado de câmbio, o dólar abriu em queda, também em linha com o mercado internacional, mas o movimento perdia força paralelamente ao Ibovespa. A moeda americana caía 0,44%, a R$ 4,0404, depois de bater R$ 4,0239 na mínima do dia. (AE)

Vídeos Relacionados