Estímulo no SUS

Thomaz Nonô

Projeto de Lei encaminhado por Rui Palmeira foi aprovado pelo Legislativo
16/10/2018

Prefeito de Maceió regula prêmio em dinheiro para servidores eficientes na Saúde

Estímulo no SUS

Prefeito de Maceió regula prêmio em dinheiro para servidores eficientes na Saúde

Projeto de Lei encaminhado por Rui Palmeira foi aprovado pelo Legislativo

O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), propôs incentivar com prêmios em dinheiro os servidores da saúde pública municipal que aderirem ao Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ). O projeto de lei com a definição de critérios para o estímulo aos profissionais de saúde foi encaminhado à Câmara Municipal de Maceió e aprovado na sessão de hoje (16) pelos vereadores. As vantagens contemplarão integrantes das equipes de saúde da atenção básica com melhor desempenho na capital alagoana no esforço do PMAQ para ampliar o acesso e a melhoria da qualidade da atenção básica em Maceió. E a lei foi aprovada com a participação ativa do vereador Luciano Marinho (PTN), que discute o tema com o Executivo e pediu urgência na tramitação do projeto publicado no Diário Oficial hoje. O vereador lembrou que a gratificação é paga com a verba do Ministério da Saúde para Incentivo Financeiro do PMAQ, desde 2014, conforme avaliação da produtividade de cada servidor integrante da equipe de saúde que tenha aderido ao programa. “O PMAQ traz melhorias para o atendimento e também para a estrutura das unidades. E depois de reuniões com sindicatos, técnicos da saúde e o prefeito Rui, o projeto do Executivo foi construído com a ajuda de nosso gabinete. Cerca de mil servidores da atenção básica receberão esses recursos retroativos a 2017”, explicou o vereador Luciano Marinho.  Os valores recebidos individualmente dependem do rateio do total do incentivo pago à unidade, de forma proporcional à carga horária do cargo, emprego ou função exercida no período de avaliação co cumprimento de uma série de critérios e metas estabelecidos pela Coordenação e Atenção Básica. O secretário da Saúde de Maceió, José Thomaz Nonô, destacou que a lei dará amparo legal para a nova modalidade de estímulo e valorização profissional, com foco na satisfação do usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). “Queremos que trabalhar na saúde pública seja motivo de orgulho, onde a valorização profissional seja constante e que essa auto-estima profissional reflita nos serviços”, disse Nonô, à jornalista Vanessa Alencar, do site Cada Minuto.
15/05/2018

Tucano não empolga partidos que tentam impedir reeleição de Renan Filho

Nome contra Renan

Tucano não empolga partidos que tentam impedir reeleição de Renan Filho

PP, DEM e PROS ainda buscam 'o melhor nome', mas ficam com PSDB

A proposta do prefeito de Maceió (AL), Rui Palmeira (PSDB), de ter o presidente da Câmara Municipal, Kelmann Vieira (PSDB), como candidato a governador de Alagoas não foi aprovada de imediato pelos partidos de oposição à reeleição do governador Renan Filho (MDB). A possibilidade não foi tratada como única opção pelas lideranças do PP, PROS e DEM, que se reuniram na tarde desta terça-feira (15) com o prefeito tucano que preside o PSDB em Alagoas. Seguir juntos e buscando “o melhor nome” para os anseios dos alagoanos ao governo do Estado foi a decisão tomada pelos presidentes estaduais do DEM, José Thomaz Nonô; do PP, senador Benedito de Lira; e do PROS, deputado estadual Bruno Toledo; que ao lado do deputado federal Arthur Lira (PP-AL), convenceram o prefeito Rui Palmeira a manter as conversações sobre “possibilidades” de candidatos. “Infelizmente, estamos ainda construindo as condições, de baixo para cima. Temos uma chapa de deputado estadual já pronta e de deputado federal viabilizada. Temos dois candidatos ao Senado, juntos, e vamos ter candidato ao governo decidindo juntos. Não há especulação de PSDB só para um lado ou PP só para outro. A gente não tem estoque de candidatos. Não é fácil. Mas vamos construir o mais rápido possível um nome para o governo”, disse o deputado Arthur Lira, ao Diário do Poder. ‘MUITA CALMA’ O convite de Rui Palmeira ao presidente da Câmara Kelmann Vieira foi confirmado pelo vereador líder da administração tucana no Legislativo de Maceió, Eduardo Canuto (PSDB). Mas o presidente do PROS, Bruno Toledo, afirma que não se tratou especificamente de nenhum nome. “O que foi conversado é que iremos analisar o quadro com calma. De fato existe essa dificuldade de encontrar um nome para aglutinar. Mas vamos analisar essa semana”, disse o deputado Bruno Toledo. Desde a quinta-feira passada, dia 10, a base partidária que imaginava ter o prefeito Rui Palmeira como candidato a governador ficou mais uma vez sem perspectiva de uma cabeça de chapa, quando o deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB-AL) decidiu lançar seu nome na disputa pelo Senado, tendo como companheiro de chapa o senador e candidato à reeleição, Benedito de Lira. Pesa contra Kelmann o fato de este ter declarado apoio à reeleição do senador Renan Calheiros (MDB-AL), que o apadrinhou na primeira eleição para vereador de Maceió, em 2012. Mas os partidos foram diplomáticos com a proposta de Rui Palmeira, e não descartaram claramente o presidente da Câmara de Maceió como opção da oposição ao governo. A seguinte nota conjunta foi publicada em nome dos partidos da base tucana, após a reunião: Reunidas hoje em Maceió, as lideranças do PSDB, PP, PROS e DEM reafirmam o propósito de permanecerem unidas na busca de candidaturas que melhor representem a sociedade alagoana Continuam, outrossim, na busca do melhor nome para dar corpo aos  reclamos dos alagoanos por um governo que trate, efetivamente,  de solucionar nossos graves problemas de emprego, saúde, segurança e educação .