Internet

Tecnologia

Seis milhões de novos celulares com a tecnologia foram ativados nos primeiros três meses de 2019
01/05/2019

Tecnologia 4G está disponível para 95,7% da população brasileira

Internet

Tecnologia 4G está disponível para 95,7% da população brasileira

Seis milhões de novos celulares com a tecnologia foram ativados nos primeiros três meses de 2019

A cobertura de telefonia 4G já está em 4.485 dos 5.570 municípios brasileiros. Segundo a Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), a tecnologia está disponível a 95,7% da população brasileira. Ainda de acordo com a Telebrasil, 6 milhões de novos celulares com a tecnologia 4G foram ativados nos primeiros três meses de 2019. No período de um ano, março de 2018 e março de 2019, 25,5 milhões de novos chips 4G foram ativados no país. Isso representa um aumento de 23% no número de chips 4G. O 4G permite maior velocidade de navegação na internet, com até 100 megabits por segundo (Mbps) de download. A tecnologia chegou ao Brasil em 2013, tendo as primeiras antenas instaladas nas cidades que receberiam a Copa das Confederações (Fortaleza, Salvador, Recife, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Brasília). O torneio antecedeu a Copa do Mundo, realizada no Brasil no ano seguinte. O número de municípios conectados à rede 3G também cresceu no Brasil, chegando a 5.407 municípios em março. O Brasil agora tem 207 milhões de acessos à internet pela rede móvel. Ao se considerar também os acessos fixos, o número sobe para 238,2 milhões no país. (ABr)
28/02/2019

Leilão de frequência 5G no Brasil deve acontecer até março de 2020

Tecnologia

Leilão de frequência 5G no Brasil deve acontecer até março de 2020

Quatro faixas serão colocadas à venda: duas delas na faixa dos 3,5 GHz, as mais apropriadas para o 5G

O leilão da frequência 5G no Brasil deve ser feito até março de 2020, segundo o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Leonardo Morais. “O edital deve ser lançado neste ano e a realização efetiva deve acontecer no primeiro trimestre do ano que vem”, afirmou nesta quarta (27). Segundo Morais, quatro faixas serão colocadas à venda. Duas delas na faixa dos 3,5 GHz, as mais apropriadas para o 5G. O presidente da Anatel disse também que esse não será um leilão arrecadatório. “Não trabalho com essa possibilidade. O [valor] que se gera com impostos depois é muito maior do que com aquele momento do leilão.” Morais fez a ressalva de que isso não significa que pretendem doar espectros. Nesta semana, Morais participa do Mobile World Congress (MWC), principal evento de tecnologia móvel do mundo, em Barcelona. Com a declaração sobre o leilão não ser arrecadatório, ele vai ao encontro do que pedem as teles na feira. Logo na abertura do MWC, o presidente da Telefónica, dona da Vivo no Brasil, criticou a abordagem de governos em relação à regulação de redes telefônicas para a adoção do 5G. “Os governos estão usando o 5G para ganhar dinheiro a curto prazo em vez de impulsionar a transformação digital que a sociedade e a economia exigem”, afirmou. As empresas de telecomunicação têm no horizonte a possibilidade de estreitamento do faturamento nos próximos anos. A executiva-chefe da singapuriana Singtel, Chua Sock Koong, expressou a preocupação do setor com uma expectativa de diminuição do crescimento das teles de 5% ao ano para 1% em 2025. A expectativa é que o 5G comece a chegar ao Brasil em 2021. A adoção em massa, no entanto, deve ser lenta devido a desafios técnicos –assim como no resto do mundo. Previsão da GSMA aponta uma adoção que começa a ser relevante em 2023. (FolhaPress)
15/01/2019

Pela terceira vez, Brasília recebe o festival da tecnologia Campus Party, em junho

Ginásio Mané Garrincha

Pela terceira vez, Brasília recebe o festival da tecnologia Campus Party, em junho

O secretário de Tecnologia garantiu Wi-fi Social nos pontos mais movimentados do Distrito Federal

O Ginásio Nacional Mané Garrincha será novamente palco do Campus Party, a conhecida festa da tecnologia desembarca na Capital Federal pela terceira vez, durante os dias de 19 e 23 de junho. O governador Ibaneis participou do lançamento nesta terça-feira (15). Durante os cinco dias, serão 300 horas de programação, com atividades como palestras, workshops, além da maratona hacker, Hackathon, que reúne programadores, designers, profissionais da comunicação e desenvolvedores de software. A expectativa dos organizadores é repetir o sucesso da edição do ano passado, e que o público de 100 mil “campuseiros”, seja superado nesta edição.  Francesco Farrugia, presidente do Instituto Campus Party, afirmou que se houver, será pequeno o reajuste nos preços dos ingressos. “Os ingressos vão ter o mesmo valor que o ano passado ou ter um pequeno ajuste com a inflação”. O secretário de Tecnologia do Distrito Federal, Gilvam Máximo afirmou que nos próximos quatro anos, Brasília continuará a sediar o evento. Máximo afirmou que o Governo do Distrito Federal já trabalha para disponibilizar internet gratuita. “Faz parte da nossa promessa de entregar wi-fi social nos 100 primeiros dias do nosso governo. Na Rodoviária, no metrô, em ônibus e no Parque da Cidade”.
01/01/2019

Deputado assume presidência de Comissão já no primeiro mandato, no DF

Política do DF

Deputado assume presidência de Comissão já no primeiro mandato, no DF

Eduardo Pedrosa comandará a comissão de de Desenvolvimento Econômico Sustentável

A Comissão de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente e Turismo, da Câmara Legislativa, será presidida pelo deputado distrital, Eduardo Pedrosa (PTC), no próximo biênio. O parlamentar foi eleito por unanimidade, nesta terça-feira (1º) durante reunião da comissão na Câmara Legislativa. Deputado de primeiro mandato, começar ma presidência de uma comissão permanente é muito significativo. “Vamos trabalhar para apresentar propostas que ajudem a melhorar a economia do Distrito Federal”, disse Eduardo. O deputado também será membro da Comissão de Orçamento e Finanças e da Comissão de Transporte. Os presidentes e os membros das comissões permanentes da Câmara Legislativa do Distrito Federal foram eleitos nesta terça-feira (1º). Cada comissão é formada por 5 dos 24 parlamentares, além de cinco suplentes. Todos os presidentes de comissões foram aprovados por unanimidade entre os membros. Veja como ficaram as comissões Veja como ficaram as comissões da Casa: Comissão de Constituição e Justiça (CCJ): Reginaldo Sardinha (Avante), Martins Machado (PRB), Daniel Donizet (PRP), Roosevelt Vilela (PSB), Professor Reginaldo Veras (PDT) Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (CEOF): Agaciel Maia (PR), José Gomes (PSB), Eduardo Pedrosa (PTC), Jaqueline Silva (PTB) e Júlia Lucy (Novo) Comissão de Assuntos Sociais (CAS): Martins Machado (PRB), José Gomes (PSB), Iolando (PSC), Fábio Félix (PSOL) e Leandro Grass (Rede) Comissão de Defesa do Consumidor (CDC): Chico Vigilante (PT), João Cardoso (Avante), Jorge Vianna (Podemos), Valdelino Barcelos (PP) e Claudio Abrantes (PDT) Comissão de Defesa Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar: Fábio Félix (PSOL), Agaciel Maia (PR), Jaqueline Silva (PTB), João Cardoso e Iolando (PSC) Comissão de Assuntos Fundiários (CAF): Hermeto (Podemos), Valdelino Barcelos (PP), Claudio Abrantes (PDT), Roosevelt Vilela (PSB) e Arlete Sampaio (PT) Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC): Jorge Vianna (Podemos), Delegado Fernando Fernandes (Pros), Delmasso (PRB), Professor Reginaldo Veras (PDT) e Arlete Sampaio (PT) Comissão de Segurança: Roosevelt Vilela (PSB), Delegado Fernando Fernandes (Pros), Robério Negreiros, Chico Vigilante (PT) e Hermeto (Podemos) Comissão de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente e Turismo: Eduardo Pedrosa (PTC), Jaqueline Silva (PTB), Robério Negreiros (PSD) e Delmasso (PRB) Comissão de Fiscalização, Governança, Transparência e Controle: Jaqueline Silva (PTB), Leandro Grass (Rede), Martins Machado (PRB), Robério Negreiros (PSD) e Agaciel Maia (PR) Comissão de Transporte e Mobilidade Urbana: Valdelino Barcelos (PP), Reginaldo Sardinha (Avante), Eduardo Pedrosa (PTC), Roosevelt Vilela (PSB) e Daniel Donizet (PRP). A deputada distrital Júlia Lucy (Rede) assumirá a Procuradoria da Mulher.