Reconhecimento nacional

Rui Palmeira

Menção honrosa foi no Prêmio Nacional do Conselho Federal de Odontologia (CFO) de Saúde Bucal 2018
20/03/2019

Resgate da política de saúde bucal rende premiação para Prefeitura de Maceió

Reconhecimento nacional

Resgate da política de saúde bucal rende premiação para Prefeitura de Maceió

Menção honrosa foi no Prêmio Nacional do Conselho Federal de Odontologia (CFO) de Saúde Bucal 2018

O trabalho de resgate do atendimento odontológico em Maceió (AL) pela administração do prefeito Rui Palmeira (PSDB) rendeu à Gerência de Saúde Bucal da Secretaria Municipal de Saúde a conquista de uma menção honrosa no Prêmio Nacional do Conselho Federal de Odontologia (CFO) de Saúde Bucal 2018, destaque da premiação em nível estadual. A solenidade de entrega da premiação aconteceu na manhã desta quarta-feira (20), na Sede do Conselho Regional de Odontologia de Alagoas. O Prêmio reconhece o trabalho desenvolvido pela Gerência de Saúde Bucal de Maceió, que promoveu um resgate desta área de assistência à saúde, com ações preventivas, estruturantes e de formação, recuperando a credibilidade e visibilidade deste segmento da saúde municipal. “Graças a Deus, a gente vai colecionando prêmios e é um reconhecimento ao esforço dos servidores da saúde. E, evidentemente, é uma satisfação pra mim e para o prefeito Rui Palmeira. Neste caso, é um reconhecimento à área de Saúde Bucal dado pelo Conselho Federal  de Odontologia, por meio do Conselho Regional, que observa o que fazem os municípios. E, para a alegria dos nossos servidores e da população, Maceió se destacou”, destacou o secretário Municipal de Saúde, José Thomaz Nonô. Thaysa Dória Gatto, gerente de Saúde Bucal da SMS, ressaltou os esforços da gestão e dos servidores em prestarem um atendimento de qualidade aos usuários. “Eu só tenho a  agradecer a oportunidade. A gente realiza um trabalho muito bom nas escolas, de prevenção e educação, com distribuição de materiais. Também há o atendimento às crianças com microcefalia. E mesmo com a amplitude do Município, a gente está desenvolvendo um trabalho cada vez melhor”, disse. Melhor assistência na saúde bucal Márcia Telma Tenório, presidente do CRO, falou sobre a importância do reconhecimento do profissional e dos cuidados odontológicos. “Aqui fica claro como é importante o cuidado e atenção com a saúde bucal e como  é fundamental a assistência aos pacientes para melhor qualidade de vida”, frisou. A coordenadora estadual de Saúde Bucal, Maria de Lourdes Mota, ressaltou a importância do trabalho assistencial prestado por Maceió aos usuários. “É uma alergia estar aqui hoje não só como representante da Secretaria Estadual de Saúde, mas também como integrante da comissão julgadora. Com relação a Maceió, alguns pontos a gente destacou com ênfase, como a questão da atenção domiciliar”, comentou. Investimentos em equipamentos O secretário ressaltou ainda que os resultados aparecem com os investimentos da gestão na área. “Isso se traduz no número enorme de cadeiras que nós adquirimos. Quando  nós assumimos o Município tinha seis cadeiras funcionando, agora temos em torno de 100. Melhoramos a questão de insumos, que são necessários para fazer funcionar, comprando medicamentos. Também fizemos licitações e não tinha nada disso”. A gerente de Saúde Bucal falou ainda dos desafios enfrentados e dos avanços obtidos com a atuação da atual gestão. “Nós temos novos consultórios inaugurados, aumentamos, trocamos e reformamos o número de cadeiras e outros equipamentos. E os servidores vêm fazendo um trabalho fantástico nas escolas e nas unidades. Eu estou sempre conversando com o secretário e acho que, quando a gente trabalha em equipe, vai sempre dar um passo a diante”, concluiu Thaysa Gatto. (Com informações da Secom Maceió)
19/03/2019

59% dos maceioenses aprovam a administração do prefeito Rui Palmeira

Paraná Pesquisas

59% dos maceioenses aprovam a administração do prefeito Rui Palmeira

Tucano tem gestão avaliada como ótima ou boa por 40% dos entrevistados

Levantamento do instituto Paraná Pesquisas divulgado ontem (18) pelo Diário do Poder revelou que o prefeito de Maceió (AL), Rui Palmeira (PSDB), aparece muito bem avaliado entre os eleitores maceioenses, com 59,2% de aprovação. O instituto consultou 806 eleitores, entre os dias 13 e 17 deste mês de março. A avaliação é tão positiva, que mesmo não podendo disputar um terceiro mandato, por limitações da legislação eleitoral, o prefeito Rui Palmeira é citado na pesquisa espontânea como primeiro colocado para as eleições municipais de 2020, lembrado como melhor opção por 8,2% dos eleitores, mais de 6 pontos à frente do segundo colocado na modalidade de pesquisa, o deputado federal João Henrique Caldas, o JHC (PSB-AL), que pontuou 1,7%, quando não é apresentadas opções de voto aos entrevistados. Rui Palmeira tem gestão avaliada como ótima ou boa por 40,7% dos entrevistados. E apenas 24,8% dos maceioenses consideram a administração do tucano como ruim ou péssima. Na pesquisa estimulada, o senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL), lidera com 29,5%, seguido por JHC, com 22,1%. Confira os números:
18/03/2019

Prefeitura de Maceió será indenizada em R$ 1,7 milhão, após recuperar imóvel

13 anos de irregularidades

Prefeitura de Maceió será indenizada em R$ 1,7 milhão, após recuperar imóvel

Locação da época do prefeito Cícero Almeida teve contrato descumprido

A Prefeitura de Maceió (AL) obteve decisão favorável no processo jurídico de recuperação de imóvel ocupado e explorado como posto de combustíveis de maneira irregular por mais de 13 anos, entre os bairros de Cruz das Almas e Jacarecica. A decisão da Justiça, publicada quinta-feira (14), determina que seja pago para a Companhia Municipal de Administração, Recursos Humanos e Patrimônio (Comarhp) o valor de R$ 1.723.341,79, no prazo de 15 dias. A empresa inquilina do contrato de locação firmado em 2005, no primeiro ano da administração do ex-prefeito Cícero Almeida (PHS), utilizou de forma irregular a área onde foi construído um posto de combustível, na época da extinta Cobel (empresa de limpeza urbana), localizado às margens da AL-101 Norte. As cláusulas vinham sendo descumpridas pelo locatário ao longo dos anos, o que gerou a dívida pelo não pagamento do valor determinado no contrato. Em dezembro de 2018, em outra ação, a Justiça alagoana proferiu decisão favorável à Ação de Despejo movida pela atual gestão da Comarhp e devolveu o espaço ao Município de Maceió. Com a decisão da Justiça, a empresa pagará R$ 1.436.118,16, a título de indenização, com reajustes dos valores atualizados e R$ 287.223,64 entre multa e honorários. Se não cumprir o prazo, a empresa sofrerá outras penas, como bloqueio de bens. O processo é de nº 0017956-83.2009.8.02.0001-1. Patrimônio do Maceioense O diretor-presidente da Comarhp, Alan Balbino, esclarece que o resultado da ação é uma justa conquista da gestão do prefeito Rui Palmeira (PSDB) e que beneficiará a população. “Após nove anos de impasse jurídico, a decisão do juiz da 12ª Vara evita um calote de mais de R$ 1.700.000. O espaço e os valores dos aluguéis pertencem aos maceioenses, ou seja, é um patrimônio que está sendo devolvido ao Município, uma vitória de todos”, disse o ex-vereador. Balbino também lembra que o cumprimento da decisão beneficiará o Município. “Com o valor recuperado, a Prefeitura utilizará o recurso devido às necessidades do serviço público. Já com o empreendimento, um processo licitatório será aberto para que seja explorado pela iniciativa privada e que sejam apresentadas pelo futuro inquilino comprovadas garantias, para que não ocorram falhas nos pagamentos dos respectivos contratos”, explicou Balbino. Segundo Balbino, o contrato de locação do imóvel firmado em 2005 foi descumprido até o ano de 2009, com o não pagamento do aluguel. “Em 2009 foi feita uma ação de despejo, que não prosperou. Em 2017, já na nossa gestão, nós fortalecemos a defesa da ação e conseguimos obter a decisão favorável do juiz Gustavo Souza Lima”, explicou o presidente da Comarhp. Após a lacração do posto de combustíveis, dois guardas municipais passaram a fazer a segurança do imóvel de segunda a domingo, para que não haja depredação. (Secom Maceió)
14/03/2019

Ex-governador visita adversário de Renan, após se tornar secretário de Renan Filho

Ponte entre Rivais

Ex-governador visita adversário de Renan, após se tornar secretário de Renan Filho

Ronaldo Lessa foi elogiado pelo prefeito de Maceió Rui Palmeira e prometeu parceria

Dois dias depois de tomar posse como secretário de Agricultura do governo de Renan Filho (MDB), o ex-governador de Alagoas Ronaldo Lessa (PDT) visitou ontem (13) o maior rival político da família Calheiros em Alagoas, o prefeito de Maceió (AL), Rui Palmeira (PSDB). A movimentação política incomum foi divulgada hoje (14) pela assessoria do prefeito tucano, que exaltou o trabalho do pedetista na coordenação da bancada federal alagoana, destinando R$ 6 milhões em emendas parlamentares para a capital alagoana, na legislatura passada. O encontro ocorreu na sede da Prefeitura de Maceió, em Jaraguá, quando Rui Palmeira ressaltou a parceria com Lessa, que no ano passado mantinha cargos na administração da capital e no governo estadual e chegou a debater com o prefeito tucano suas chances de disputar o mandato de governador, incentivado pelo PDT a duelar contra a reeleição de Renan Filho. “Estas parcerias são fundamentais para o crescimento do nosso município, principalmente por serem em áreas tão importantes. Pudemos contar com o trabalho de Ronaldo Lessa como parlamentar e, com certeza, vamos continuar contando com ele como titular da Secretária de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri)”, destacou o prefeito Rui Palmeira, que fez campanha contra a reeleição do senador Renan Calheiros (MDB-AL), no ano passado. Ronaldo Lessa retribuiu os elogios, afirmando que, como deputado federal, buscou contribuir com Maceió, e prometendo manter a aliança à frente da Seagri. “Agora como secretário, não vai faltar compromisso para o desenvolvimento da capital alagoana”, afirmou o ex-governador Ronaldo Lessa, que não conseguiu se reeleger para a Câmara Federal, na coligação dos Calheiros. A assessoria do prefeito tucano lembrou que Lessa propôs a destinação de R$ 5 milhões em recursos para a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que contemplaram atenção básica e o Hospital Universitário. Outros R$ 500 mil foram destinados para a Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (Semelj) para investir na implantação e modernização de infraestrutura para o esporte educacional, recreativo e de lazer. E R$ 500 mil foram enviados para a Fundação de Ação Cultural (Fmac) e aplicados em projetos de fomento à atividades culturais. Lessa chegou a liderar pesquisas ao Senado em Alagoas, em 2017. O pedetista governou Alagoas de 1999 a 2006. E antes de se eleger para a Câmara dos deputados, em 2014, perdeu três eleições, ao Senado, em 2006; ao governo, em 2010; e à Prefeitura de Maceió, em 2012. O secretário de Esporte de Maceió, Daniel Maia de Mello, participou do encontro. Ele foi o nome indicado por Ronaldo Lessa para o cargo, após aliança com Rui Palmeira em 2016, quando rompeu com Renan Filho para apoiar a reeleição do prefeito tucano. E segue no cargo como indicação pessoal do prefeito, apesar do rompimento com o PDT em 2018.