Violência misógina

Leila Barros

Primeiro projeto da ex-jogadora de vôlei Leila Barros combate assédio e violência
09/02/2019

Senadora Leila propõe mais proteção a torcedoras em locais esportivos

Violência misógina

Senadora Leila propõe mais proteção a torcedoras em locais esportivos

Primeiro projeto da ex-jogadora de vôlei Leila Barros combate assédio e violência

O primeiro projeto apresentado pela senadora Leila Barros (PSB-DF), ex-jogadora de vôlei da seleção brasileira, altera o Estatuto do Torcedor (Lei 10.671, de 2003) para assegurar maior proteção às torcedoras contra atos de violência em ambientes de prática esportiva (PL 549/2019). O projeto estabelece que as torcedoras sejam protegidas contra qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause risco de morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico ou dano moral ou patrimonial. Em sua justificativa, Leila Barros argumenta que o objetivo da matéria é garantir proteções específicas às torcedoras para erradicar o assédio e outras formas de violência nos ambientes esportivos. A proposta também proíbe a prática ou incitação de caráter misógino (de aversão às mulheres) nos recintos esportivos. Atualmente, a proibição de que trata o Estatuto do Torcedor engloba apenas ofensas racistas e xenófobas. A senadora argumenta ainda em sua justificativa que esses locais são dominados pelo público masculino, o que leva a atos violentos contra as mulheres. Para ela, os ambientes de prática esportiva ainda estão longe de serem considerados ideais para as torcedoras: relatos de assédio e de atos violentos continuam, infelizmente, frequentes. “Nesse contexto de histórico machista e paternalista da sociedade brasileira, é que as práticas violentas e assediadoras são concretizadas com ares de habitualidade. Portanto, é imprescindível que trabalhemos no sentido de erradicação desses deploráveis comportamentos”, ressaltou Leila Barros. A proposta ainda vai ser despachada para análise das comissões. (Agência Senado)
02/02/2015

Rollemberg completa os 6km da Corrida de Reis

Mostrando disposição

Rollemberg completa os 6km da Corrida de Reis

Também completaram o percurso de 6 km o vice-governador, Renato Santana e a secretária de Esportes, Leila Barros

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg juntamente com a primeira-dama Márcia Rollemberg participaram da 45ª edição da Corrida de Reis, neste sábado (31) no Eixo Monumental. Rollemberg mostrou estar em boa forma, no auge dos 55 anos, o governador completou o percurso de 6 km em pouco mais de 50 minutos. Na chegada comentou, ?Tem que ter fôlego para governar o DF?. O governador mostrou estar satisfeito com a realização da prova, depois da iminência de cancelamento da corrida e declarou em sua página no Facebook, ?Tudo conspirou para o sucesso da Corrida de Reis! A tarde maravilhosa, depois a noite enluarada. O apoio dos patrocinadores que permitiu a realização e o empenho da Secretaria de Esportes sob a liderança da Leila do Vôlei. A participação de cerca de 16 mil pessoas num clima de muita alegria. A união de todos me faz ter certeza de que Brasilia vai vencer!!! Agradeço a todos que contribuíram para a realização do evento?. Também participaram da prova de 6 km o vice-governador Renato Santana e a secretária de Esportes, Leila Barros, que comemorou a realização da prova, ?Brasília, mais uma vez deu exemplo de solidariedade, de coletividade. Realmente é um momento de se unir, diante de tanta dificuldade. Até Deus deu uma ajudinha hoje, né? Tá um dia muito bonito?. A Corrida teve a participação de cerca de 16 mil pessoas e foram realizadas 8 mil inscrições na 45ª edição da Corrida de Reis. O vencedor no masculino foi Kelvin Mendes e no feminino Maria Barroso.
21/01/2015

Último lote para Corrida de Reis esgota em apenas 15 minutos

Recorde

Último lote para Corrida de Reis esgota em apenas 15 minutos

Quem conseguiu completar a inscrição, deve buscar o kit nos dias 29 e 30 de janeiro no Ginásio Nilson Nelson

O último lote para a 45ª Corrida de Reis acabou em apenas 15 minutos. As últimas mil inscrições acabaram em tempo recorde. No total, foram disponibilidades 8 mil vagas para este ano. Foram 4 mil inscrições no primeiro lote, que acabaram em 1h30, 2 mil no segundo lote, encerradas em 20 minutos, e mil vagas no últimos. As outras mil vagas foram destinadas a participantes da prévia da competição, ocorrida em 7 de dezembro. Quem conseguiu completar a inscrição, deve buscar o kit com camiseta, número de identificação, chip eletrônico – que cronometra o tempo da prova e a colocação – e instruções da competição. Eles serão entregues nos dias 29 e 30 de janeiro, das 10h às 20h, no Ginásio Nilson Nelson. A prova será realizada no dia 31 de janeiro. O diretor-técnico da Corrida de Reis, Francisco Xavier, disse que ficou muito sensibilizado com a grande procura por vagas. “Esse é um evento muito querido da cidade. E, diante desse quadro, fizemos um esforço tremendo para que ele ocorresse. Esperamos na próxima edição fazer um evento maior, com mais vagas”, acredita Xavier. A largada da 45ª Corrida de Reis está marcada para as 19 horas do dia 31 de janeiro, em frente ao Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. Serão duas provas: categoria adaptada e prova popular de 6 quilômetros e de 10 quilômetros. No percurso de 6 quilômetros, os participantes retornarão pela Torre de TV. No de 10 quilômetros, os atletas passarão pela Rodoviária do Plano Piloto e retornarão perto da Rua das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional. Com informações da Agência Brasília.
19/01/2015

2º lote com 2 mil vagas acaba em 20 minutos

Corrida de Reis

2º lote com 2 mil vagas acaba em 20 minutos

Quem quiser participar da competição ainda pode se inscrever no terceiro lote, com mil vagas, que será aberto na quarta-feira

O segundo lote de inscrições para a Corrida de Reis, com 2 mil vagas, acabou em apenas 20 minutos. Quem quiser participar da competição e não conseguiu se inscrever ainda tem mais uma oportunidade. O terceiro lote, com outras mil vagas, será aberto na quarta-feira (21/1).  As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo site www.centraldacorrida.com.br. O primeiro lote, com 4 mil vagas se esgotou 1h30 após ser aberto. A Corrida de Reis por pouco não foi cancelada. Orçada em R$ 1,2 milhão, o GDF preferiu não realizar a etapa de 2015 por falta de orçamento. A secretária de Esporte, Leila Barros, conseguiu patrocínio e a corrida foi mantida graças à iniciativa privada. O novo valor estimado é de R$ 200 mil.