Nesta quarta

GDF

Novo governo espera reduções no IPVA, ITCMD, ITBI, Simples Nacional e no diferencial de alíquota do ICMS
12/12/2018

Comissão da Câmara Legislativa atende pedido de Ibaneis e aprova redução de impostos em 2019

Nesta quarta

Comissão da Câmara Legislativa atende pedido de Ibaneis e aprova redução de impostos em 2019

Novo governo espera reduções no IPVA, ITCMD, ITBI, Simples Nacional e no diferencial de alíquota do ICMS

A Comissão de Economia, Orçamento e Finança (CEOF) da Câmara Legislativa do DF aprovou na manhã desta quarta (12) a Lei Orçamentária para o próximo ano. Agora a matéria segue para a aprovação em Plenário. O projeto aprovado pelos distritais inclui várias propostas do governador eleito Ibaneis Rocha (MDB), como a redução de impostos. O deputado reeleito Rodrigo Delamasso (PRB) fez uma emenda na lei do Impostos sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) reduzindo as alíquotas da maneira que pretendia o novo governo. A proposta de Ibaneis pretende reduzir as alíquotas sobre os impostos sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação (ITCMD) e Imposto de Transmissão de Bens Imóveis Inter-Vivos (ITBI), além do IPVA. A ideia do novo governo é ainda diminuir o Simples Nacional e o diferencial de alíquota do ICMS. Para compensar a redução nas alíquotas, o governo de transição sugeriu cortes de gastos, como nomear menos servidores no próximo ano. A expectativa do novo governo é que as propostas apresentadas e aprovadas na Comissão da Câmara Legislativa nessa quarta sejam aprovadas no Plenário da Casa.
10/12/2018

Ibaneis Rocha reúne seu secretariado para apresentar e alinhar projetos

Governo do DF

Ibaneis Rocha reúne seu secretariado para apresentar e alinhar projetos

O governador eleito quer alinhar a equipe na visão 'Isso é um governo só, que tem que dar certo, como um todo'

A 22 dias para a mudança de comando do Governo do Distrito Federal (GDF), o governador eleito Ibaneis Rocha (MDB) reuniu seu secretariado nesta segunda-feira (10), com intuito apresentar a modelagem de sua futura gestão e de unir os integrantes do seu primeiro escalão “Essa primeira reunião entre eles, foi para que cada um tenha a oportunidade de se apresentar”, explicou Ibaneis. Até o momento são 24 secretarias. Ibaneis voltou a dizer que o crivo para a escolha de sua equipe, ocorreu pensando na qualidade do serviço público que será ofertado para a população. “A nomeação do secretariado também seguiu esse estilo, prestigiou muito a parte técnica de cada um dos seus integrantes, deixando um pouco a parte política, para tentar trazer a maior entrega pública possível, e isso se faz exatamente com pessoas que têm um nível mais elevado, pessoas de renome para fazer a cidade destravar”. O futuro governador não identificou novos problemas durante a transição, o advogado destacou os problemas na segurança pública, como delegacias fechadas e a falta de união entre as forças de segurança pública, cenário que prometeu resolver em seu governo. “Isso é um governo só, que tem que dar certo, como um todo”, Ibaneis ressaltou que os membros de seu governo devem ter em mente que será um trabalho para todos. Como exemplo, daquilo que deve ter fim, além do caos na saúde pública, o governador falou da “velha rixa” que existe entre as corporações da  Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). Sobre a votação da Lei Orçamentária Anual (LOA), na Câmara Legislativa, o governador acredita em um resultado positivo. “Tenho convicção que os deputados estão esclarecidos e vão fazer essa votação, para o bem do Distrito Federal”. Uma segunda reunião ocorrerá na próxima semana, quando os secretários devem trazer seus planejamentos, metas e estratégias de trabalho para suas pastas. O advogado afirmou que será duro na cobrança, pois deseja trabalhar com prazos e metas, “isso eu já deixei bem certo, eu sou fácil no trato e duro na cobrança”, tendo o ministro-chefe da Casa Civil como o responsável pela unificação dos dados no cumprimento das metas.
06/12/2018

Advogado Everardo Gueiros Filho é anunciado secretário de Cidadania do DF

Governo Ibaneis Rocha

Advogado Everardo Gueiros Filho é anunciado secretário de Cidadania do DF

No governo de Ibaneis Rocha, Cidadania será desvinculada da Secretaria de Justiça

O advogado Everardo Gueiros Filho foi anunciado como futuro secretário de Cidadania, no governo de Ibaneis Rocha (MDB). Na gestão do próximo governador eleito, a pasta de Cidadania será desvinculada da Secretaria de Justiça, como é organizada atualmente. Gueiros se formou em Direito pela Universidade Católica de Pernambuco; é pós-doutor em Ciências Sociais pela Universidade de Buenos Aires, na Argentina. Até maio deste ano, o advogado ocupava o cargo de desembargador do Tribunal Regional Eleitora do Distrito Federal (TRE-DF). Desde 2000, o futuro chefe da Secretaria de Cidadania do DF é sócio de um escritório de advocacia na capital, especializado em direito administrativo, penal e trabalhista. Conheça os outros secretários do governo de Ibaneis Rocha: – Adão Cândido (Cultura); – Aldemário Araújo Coutinho (Desenvolvimento); – Anderson Torres (Segurança Pública); – André Clemente (Fazenda); – Dilson Resende (Agricultura); – Ericka Filippelli (Mulher); – Eumar Novacki (Casa Civil); – Gilvan Máximo (Ciência e Tecnologia); – Gustavo Rocha (Justiça); – Izidio Santos (Obras); – João Pedro Ferraz (Trabalho); – Leandro Cruz (Esporte); – Laerte Bessa (Gabinete de Segurança Institucional); – Léo Bijos (Juventude); – Ludmila Galvão (Procuradoria-Geral); – Mateus Oliveira (Habitação); – Osnei Okumoto (Saúde); – Pedro Rodrigues (Relações Internacionais); – Rafael Parente (Educação); – Ruy Coutinho (Desenvolvimento Econômico); – Sarney Filho (Meio Ambiente); – Vitor Paulo (Relações Institucionais); – Weligton Luiz Moraes (Comunicação).
05/12/2018

Paulo Roriz vai assumir a Secretaria do Entorno, que será criada em 2019

Governo do DF

Paulo Roriz vai assumir a Secretaria do Entorno, que será criada em 2019

O ex-distrital já teve uma experiência similar, durante o último governo de seu tio Joaquim Roriz

O governador eleito Ibaneis Rocha (MDB) escolheu o ex-deputado distrital Paulo Roberto Roriz (PSDB) para ser o responsável pela Secretaria do Entorno, pasta que irá criar em sua gestão. Em outubro, o futuro secretário concorreu a uma vaga como deputado federal, mas não obteve êxito. Paulo Roriz já teve uma experiência similar, durante o último governo de seu tio Joaquim Roriz foi secretário de Desenvolvimento do Entorno.  Na gestão de José Roberto Arruda (PR) foi secretário de Habitação. No governo de Agnelo Queiroz (PT) comandou a Secretaria de Desenvolvimento do Entorno. Ele já foi deputado distrital duas vezes, uma delas, pela primeira vez em 2006 e como suplente de Raad Massouh, que teve mandato cassado, em 2013.