Regiões do entorno

entorno

Objetivo é facilitar ações administrativas no entorno da capital, incluindo municípios goianos e mineiros
15/04/2019

MP que cria região metropolitana do DF é pauta no Congresso nesta terça

Regiões do entorno

MP que cria região metropolitana do DF é pauta no Congresso nesta terça

Objetivo é facilitar ações administrativas no entorno da capital, incluindo municípios goianos e mineiros

A Comissão Mista da Medida Provisória que cria a região metropolitana do Distrito Federal se reúne nesta terça (6) para votar o relatório do deputado José Nelto (Pode-GO). O objetivo da MP é facilitar as ações administrativas no entorno da capital, que inclui municípios de Minas Gerais e Goiás. A MP foi negociada em dezembro do ano passado pelo governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), e o então presidente Michel Temer. Na cerimônia de assinatura da MP, Ibaneis afirmou que a medida era uma demanda tanto econômica quanto da população. “Esperamos daqui pra frente trazer uma era de desenvolvimento para a região. Com a região metropolitana você pode fazer uma só licitação, com projeto integrado”, afirmou o governador do DF. Com a medida, as 33 cidades que compõem a Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (Ride) integrariam a região metropolitana. Dessas cidades, 29 são goianas e quatro são mineiras. Dessa maneira, os governos locais poderão coordenar a destinação de recursos para ações e investimentos. Esses locais têm atividade econômica muito ligada ao Distrito Federal, por isso a inclusão. No entanto, as cidades que não fazem parte do DF não deixam de compor seus estados. Caso a MP seja aprovada no Congresso, uma lei complementar precisará ser aprovada na Câmara Legislativa do Distrito Federal e pelas assembleias legislativas de Goiás e Minas Gerais. Os municípios que farão parte da região metropolitana serão definidos por meio de lei complementar estadual.
11/11/2015

PC procura quadrilha que praticava golpe de financiamento de carro

Operação deflagrada

PC procura quadrilha que praticava golpe de financiamento de carro

Polícia tenta descobrir como conseguiam baixar gravame

Nesta quarta (11) Polícia Civil deflagra operação contra quadrilha que praticava golpe através de financiamento de carros. A PC cumpre seis mandados de prisão preventiva, duas conduções coercitivas e cinco mandados de busca e apreensão nas cidades de Ceilândia, Taguatinga, Santo Antônio do Descoberto e na região do Entorno. O golpe era feito da seguinte forma, os criminosos compravam o carro de um dono que financiou o automóvel, mas ficou sem condições de continuar pagando. Os bandidos compravam o carro, conseguiam dar baixa no gravame e a liberação junto a empresa financeira. Depois revendiam o bem. O primeiro dono continuava com a dívida, recebendo a cobrança das parcelas. A PC tenta descobrir como que a quadrilha conseguia dar baixa no gravame. 
19/02/2015

Passageiros reclamam de reajuste em passagens

Protesto

Passageiros reclamam de reajuste em passagens

Resolução da ANTT autorizou o reajuste, que ficou 18,39% mais caro

Um grupo de cerca de 20 pessoas fez um protesto contra o aumento no preço das passagens de ônibus no Entorno do Distrito Federal. Eles interromperam o trânsito na marginal da BR 0-70 durante a manhã desta quinta-feira (19/2). A manifestação foi pacífica e não atrapalhou o tráfego na via principal.O grupo recebeu apoio da Polícia Militar de GO. Eles caminharam em direção à garagem da empresa Santo Antônio. Resolução da ANTT autorizou o reajuste, que começou a valer no último domingo (15). As passagens, entre DF e municípios do Entorno, ficaram 18,39% mais caras. Com o reajuste, moradores das cidades goianas de Águas Lindas, Cidade Ocidental, Novo Gama, Valparaíso e Luziânia foram afetados
27/06/2014

Médico cubano acusado de abusar de 4 grávidas

Entorno do DF

Médico cubano acusado de abusar de 4 grávidas

Ele atua no entorno do Distrito Federal e teria abusado de grávidas

A polícia de Luziânia, cidade do entorno do Distrito Federal, está na cola de um médico cubano acusado de cometer abuso sexual contra quatro pacientes grávidas. Ele faz parte do programa Mais Médicos,  do Governo Federal. Segundo a delegada Dilamar de Castro, ele é acusado de abusar da confiança de suas pacientes para estuprá-las. Em nota à imprensa, o Ministério da Saúde promete acompanhar o caso de perto e garante já ter afastado o médico de suas atividades. A pasta também afirma que abriu um processo administrativo contra o acusado logo que as denúncias surgiram. O pagamento do médico cubano está suspenso desde maior deste ano, quando as gestantes fizeram a denúncia para a Polícia Civil da cidade.